I Congresso de Cuidados Respiratórios em Enfermagem de Reabilitação CANCELADO

"Procuramos com este evento de dimensão nacional dar voz a muitos projectos na área da DPOC, asma, cirurgia torácica, neuromusculares, e a campanhas nacionais em curso." É desta forma que é apresentado o I Congresso de Cuidados Respiratórios em Enfermagem de Reabilitação. Inicialmente agendado para maio, o evento esteve planeado decorrer em setembro, estando de momento a sua realização cancelada.

O primeiro dia da reunião estava dedicado à realização de 4 cursos e 4 workshops sobre temas desde a oxigenoterapia de alto fluxo à auscultação e radiografia do tórax nas doenças respiratórias.

Nos dois dias seguintes, e organizado essencialmente sob a forma de mesas redondas, o programa permitiria o debate de questões como os cuidados paliativos nos doentes respiratórios, as particularidades da reabilitação pediátrica ou as estratégias e resultados da reabilitação respiratória em doentes ventilados.
 


O Congresso, subrdinado ao tema "Acrescentar valor, inspirando boas práticas respiratórias", é promovido pela Associação Científica dos Enfermeiros (ACE), presidida por Filomenal Leal.

Congresso é "fruto do sucesso alcançado"

O evento tem vindo a ser preparado no seguimento das Jornadas de Cuidados Respiratórios em Enfermagem, "fruto do sucesso alcançado e do caminho percorrido ao longo destes 4 anos que construímos na área dos cuidados respiratórios em Enfermagem em Portugal", salienta a Comissão Organizadora.


O crescente interesse pelas Jornadas de Cuidados Respiratórios em Enfermagem contribuiu para que passasse a ter o formato de Congresso

Esta continuidade do evento é, aliás, bem notória nos elementos que têm estado envolvidos na organização e que, de uma forma geral, se têm mantido desde o início do projeto.

Assim, da Comissão Organizadora do I Congresso de Cuidados Respiratórios em Enfermagem de Reabilitação fazem parte Maria do Carmo Cordeiro, Duarte Mateus, Glória Couto, Rui Silva (enfermeiros) e João Cardoso, Ramalho de Almeida e Paula Pinto (médicos).


Alguns dos elementos da organização: João Cardoso, Rui Silva, Maria do Carmo Cordeiro, Dulce Ferreira (enfermeira especialista de Reabilitação no ACES Oeste Sul), Filomena Leal e Ramalho de Almeida

"O gestor de caso dos doentes com doença respiratória crónica”

Em declarações à Just News, Maria do Carmo Cordeiro, membro da comissão organizadora, manifestou a sua convicção de que “o enfermeiro especialista em reabilitação (EER) deve ser o gestor de caso dos doentes com doença respiratória crónica”.


Maria do Carmo Cordeiro

A propósito de uma anterior edição, a enfermeira especialista em Enfermagem de Reabilitação na Unidade de Saúde Pública de Santo António dos Cavaleiros – ACES Loures/Odivelas, salientava "o papel fundamental" do EER nesta área de intervenção:

“Como gestor de caso, o EER identifica as necessidades reais do doente, intervindo na componente educacional, capacitando-o na autogestão dos sintomas respiratórios, na gestão da medicação, na correta técnica inalatória e na promoção de estilos de vida saudáveis, tanto em ambiente hospitalar como na comunidade.”


seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir