9 projetos portugueses de investigação na área da saúde mental recebem 3 milhões de €

A "capacitação alargada" de técnicos dos cuidados de saúde primários para o tratamento da depressão e suicídio é o objetivo de um dos 9 projetos nacionais de investigação na área da saúde mental, que vão receber quase 3 milhões de euros no âmbito do “Programa Iniciativas de Saúde Pública - EEA (European Economic Area) Grants PT 06”. No total, são 26 projetos nacionais, de quatro "áreas prioritárias" de saúde, que vão ser apoiados com 12 milhões de euros.

Também especificamente focados no tema da depressão, dois outros projetos visam a implementação de um estudo-piloto que vise a melhoria e expansão do tratamento da depressão e a prevenção do suicídio e, no que diz respeito à depressão perinatal, analisar a capacidade preditiva de uma nova ferramenta de rastreio.

Os restantes projetos de saúde mental têm, como objetivos, promover a saúde mental de crianças em idade pré-escolar, com o aumento da eficácia dos profissionais que lidam diretamente com as crianças, avaliar o desempenho do sistema de saúde mental português, incrementar a literacia em saúde mental junto dos agentes educativos, contribuir para a melhoria da saúde mental em situações de crise económica e instabilidade laboral, melhorar o acesso aos cuidados de saúde mental por parte de filhos de pais com doença mental, contribuir para uma melhor compreensão da relação entre a crise e a saúde mental.



Conheça os intervenientes dos projetos na área da Saúde Mental:

 

A Escola Nacional de Saúde Pública promove o projeto ”Reassessing the Portuguese mental health system: evaluating its performance, and designing a new financial and organizational model aimed at enhancing its equity, efficiency, and quality”. O objetivo passa por avaliar o desempenho do sistema de saúde mental português através da proposta de um modelo inovador de gestão e financiamento dos prestadores de cuidados de saúde e da criação de um regime de financiamento de cuidados de saúde. Será desenvolvido em parceria com a Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa, a Universidade de Verona, o Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa, o Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental (CHLO), o Hospital Magalhães Lemos e a ARSLVT. Suportado em 214.570,94 € pelo PT06, o projeto tem o valor total de 182.385,30 €.

 

A mental health promotion network to build capacity and reduce inequalities for workers and unemployed (Healthy-Employment/HE) é um projeto promovido pela Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa e pretende contribuir para a melhoria da saúde mental em situações de crise económica e instabilidade laboral por meio de intervenções no local de trabalho e junto da população em situação de desemprego. Este integra um vasto conjunto de parceiros nacionais de diferentes setores de atividade e duas parcerias com entidades dos países doadores: Faculty of Health Sciennce Buskered and Vestfold University College e Directorate of Health in Iceland. De um valor total de 539.053,78 €, o PT06 participa este projeto com 458.195,71 €.

 

O projeto “STOP Depression”, cujo promotor é a Maiêutica – Cooperativa de Ensino Superior, C. R. L., tem como objetivo a implementação de um estudo-piloto de stepped-care que vise a melhoria e expansão do tratamento da depressão e a prevenção do suicídio. O projeto será desenvolvido através de um programa de formação para profissionais e a utilização de ferramentas IT, contando com parcerias como o Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores do Porto - INESC Porto, com o ACeS Porto Ocidental, a SKA Publicidade, SA e a Arkimedes S.A.. O custo é de 604.343,02 € e a comparticipação do PT06 de 513.691,57 €.

 

“Anos Incríveis para a Promoção da Saúde Mental” é o projeto da responsabilidade da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra que tem como objetivos a promoção da saúde mental de crianças em idade pré-escolar com o aumento da eficácia dos profissionais que lidam diretamente com as crianças, o incentivo à interação entre a escola, os profissionais de saúde e a família e a contribuição para a diminuição das desigualdades sociais das crianças provenientes de zonas carenciadas e mais vulneráveis. Será desenvolvido em parceria com a Escola Superior de Educação de Coimbra e a Associação Nacional de Intervenção Precoce e tem um valor total de 347.602,00 €, sendo comparticipado em 295.462,00 € pela PT06.

 

“Perinatal depression screening, diagnosis, prevention and early intervention in primary healthcare” é um projeto promovido pela Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra e pretende analisar a capacidade preditiva de uma nova ferramenta de rastreio da depressão perinatal, contribuindo deste modo para a prevenção em saúde mental. Pretende ainda testar a eficácia de um Programa de Intervenção Precoce na prevenção da depressão perinatal. São parceiros deste projeto, que se vai desenvolver na região de Coimbra, a ARS-Centro e os Hospitais da Universidade de Coimbra, bem como o Institute of Clinical Medicine, University of Oslo. Os valor total de concretização é de 241.719,00 € e o valor disponibilizado pelo PT06 é de 205.461,15 €.

 

O Hospital Fernando Fonseca EPE pretende melhorar o acesso aos cuidados de saúde mental por parte de filhos de pais com doença mental, pelo que apresentou o projeto “Promotion of Access to Mental Health Services of the children of people with psychiatric illness”. Pretende-se, assim, identificar atempadamente e tratar sintomas de doença mental nestas crianças, bem como promover as capacidades parentais nestas famílias. São parceiros deste projeto a Escola Nacional de Saúde Pública, a ARSLVT, o Agrupamento de Centros de Saúde da Amadora, o Agrupamento de Centros de Saúde de Sintra e a Câmara Municipal de Sintra e ainda uma ONG de um dos países doadores (Voksne for Barn). O custo total são 202.943,94 € e a participação do PT06 é de 172.502,35 €.

 

“Primary Care Mental Health Sustained Capacity-Building for Depression and Suicidal Behaviour (PrimeDep)” é um projeto que tem como promotor a ONG para o Desenvolvimento EUTIMIA –  Aliança Europeia Contra a Depressão em Portugal – EAAD.PT e por objetivo a capacitação alargada de técnicos dos cuidados de saúde primários para o tratamento da depressão e suicídio. Será desenvolvido em parceria com diversas entidades nacionais do setor público e privado, bem como com a Faculdade de Medicina da Universidade de Oslo. Tem um valor de 552.958,48 €, sendo que 497.662,63 € são suportados pelo PT06.

 

“Why Youth Mental Health Care School-Based with Primary Care Liaison – `WhySchool`”

Este projeto, desenvolvido pela EUTIMIA –  Aliança Europeia Contra a Depressão em Portugal – EAAD.PT, pretende implementar uma linha de cuidados em Saúde Mental junto da população juvenil. A nível comunitário, o projeto pretende aumentar a acessibilidade e equidade no que concerne aos cuidados de saúde mental e incrementar a literacia em saúde mental junto dos agentes educativos. O projeto conta com parcerias nacionais alargadas nos domínios académico, municipal e formativo, bem como com a Faculdade de Medicina da Universidade de Oslo. Vai custar 258.636,51 € e vão ser disponibilizados pelo PT06 232.772,86 €.

 

“Evaluating and improving the access to mental health services of people affected by the economic crisis in Portugal based on a new  understanding of the effects of the crisis on mental health of population” é o projeto promovido pela Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa que pretende contribuir para uma melhor compreensão da relação entre a crise e a saúde mental. Este projeto tem como parceiros nacionais a Escola Nacional de Saúde Pública, Universidade de Coimbra, ISCTE-IUL, NOVA IMS, CESOP,  ARSLVT, Centro Hospitalar Lisboa Ocidental (CHLO), Hospital Magalhães Lemos, Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa; e dos países doadores o Departamento de Psicologia da Faculdade de Ciências Sociais da Universidade de Oslo. Com um custo total de 355.785,33 €, vai ser participado em 302.417,53 € pelo PT06.

Imprimir