Abertura de candidaturas para investigação em contraceção

Já estão abertas as candidaturas à 4ª edição do Prémio em Contraceção 2015, promovido pela Sociedade Portuguesa de Contraceção (SPDC) e pela multinacional farmacêutica Gedeon Richter. Os projetos podem ser enviados até dia 31 de julho. O prémio visa distinguir estudos de investigação na área da saúde sexual e reprodutiva e impulsionar a investigação nacional.

Os autores do trabalho vencedor serão premiados com o montante de 6 mil euros. Podem candidatar-se licenciados, profissionais de saúde ou educação na área da saúde sexual e reprodutiva, sócios da SPDC.

A direção da SPDC afirma que, “Em Portugal, os apoios à investigação são muito escassos. Os profissionais de saúde procuram desenvolver investigação na área da saúde sexual e reprodutiva em condições muito difíceis, pelo que pretendemos que esta iniciativa seja um incentivo à investigação nesta área tão importante na vida da população.”

“Queremos promover a inovação e investigação nacional e continuar a incentivar os profissionais portugueses no desenvolvimento de projetos que permitem criar respostas que vão ao encontro das necessidades da população no que diz respeito à sua sexualidade e saúde reprodutiva”, refere Daniel Pereira da Silva, medical advisor da Gedeon Richter Portugal.

A entrega do 4º Prémio em Contraceção, vai decorrer na 5ª Reunião Anual da Sociedade Portuguesa de Contraceção, que se realiza de 25 a 26 de setembro de 2015, em Lisboa.

Em 2014, o 3º Prémio em Contraceção foi atribuído ao trabalho “Adolescentes e Contraceção de Longa Duração - Satisfação e continuação no primeiro ano de utilização”, grupo constituído por Lúcia Correia, Ana Marujo, Inês Antunes, Isabel Martins, Fátima Palma e Maria José Alves da Maternidade Alfredo da Costa.

As candidaturas podem ser enviadas para o email spdcontracepcao@gmail.com. Os trabalhos vão ser avaliados por um júri nomeado pela SPDC, constituído por cinco médicos diferenciados na área da saúde reprodutiva.

Imprimir


Médicos de família assinalam Dia Mundial da Asma 2019 na Sertã