Abordagem multidisciplinar «das problemáticas inerentes ao envelhecimento»

Realiza-se amanhã, no Dia Internacional do Idoso, a primeira edição das Jornadas Médicas do Idoso de Santa Maria da Feira. Promovido pelo Núcleo de Médicos Internos da USF Famílias (NIUF), o evento visa "despertar o interesse dos profissionais de saúde na temática do envelhecimento ativo e saudável".
 
Manuel Teixeira Veríssimo, presidente da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna e regente da cadeira de Geriatria da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, é um dos muitos especialistas que participará nas jornadas. "Gerontologia versus Geriatria" é o título da sua palestra.
 
Dirigida a "todos os profissionais de saúde", a reunião é presidida em conjunto por Adriana Relvas e Ana Palhares Delgado, médicas internas de MGF da USF Famílias e com pós-graduações, respetivamente, em Geriatria e Cuidados Paliativos. 

Em declarações à Just News, Adriana Relvas explica que as jornadas pretendem dar uma perspetiva multidisciplinar "das problemáticas inerentes ao envelhecimento, debatendo o conceito de envelhecimento saudável, como um processo natural do ciclo da vida, bem como abordagens de prevenção nesta fase do ciclo de vida individual e familiar".

Acrescenta que, na preparação do evento, houve a preocupação de "ir ao encontro das temáticas mais prementes no âmbito dos cuidados de saúde primários, contribuindo através de uma discussão aberta, crítica e multifacetada, para a melhoria da atividade formativa e assistencial em Terras de Santa Maria, numa primeira edição que muito nos orgulha, enquanto feirenses de profissão e de coração".


Mudar o conceito que existe sobre o “mais velho”

Relativamente ao tema da solidão no idoso, Adriana Relvas recorda os dados da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, obtidos em parceria com a Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa, que "revelam que cerca de 1/5 dos idosos portugueses passam metade do seu tempo tristes ou deprimidos e que 40% dos idosos em Portugal passam, pelo menos, oito horas por dia sozinhos." E sublinha: "É urgente mudar esta realidade!"

Para a médica interna de MGF, "várias gerações vivem e viverão simultaneamente, por isso torna-se necessário mudar o conceito que a sociedade tem sobre o ´mais velho`, aquele que era o mais sábio e líder e que agora se tem transformado numa imagem negativa para a maioria das sociedades modernas. Não esqueçamos nunca: ´O Idoso de hoje seremos nós amanhã`. Logo, que testemunho e planeamento estamos a deixar?".

A iniciativa realiza-se no Instituto Superior Entre o Douro e Vouga (ISVouga), em Santa Maria da Feira, e tem o apoio da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, ACeS Entre Douro e Vouga I - Feira-Arouca e Termas de São Jorge, bem como da USF Famílias.

Objetivos das jornadas:
   -  Relembrar o envelhecimento como um processo natural da vida e não como sinónimo de doença ou incapacidade;
  -   Conhecer e partilhar experiências de acordo com as perspetivas dos diferentes intervenientes no processo de envelhecimento;
  -  Envolver os diferentes profissionais cuidadores dos idosos em estratégias que visam o melhor estado de saúde e qualidade de vida;
   -  Abordar temas atuais, como sejam a ponte intergeracional entre as crianças, jovens e adultos de hoje, que serão também os idosos de amanhã;
   -  Corresponder a uma atualização de conhecimentos, orientados para uma melhor prática clínica e para uma maior qualidade de vida dos idosos e suas famílias.

O programa completo pode ser consultado aqui.





seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir