"Aorta é Vida" em Grândola para esclarecer sobre os aneurismas da aorta abdominal

A campanha "Aorta é Vida" vai promover, dia 31 de janeiro, pelas 10h30, mais uma sessão de esclarecimento sobre os aneurismas da aorta abdominal (AAA). A iniciativa, seguida de rastreios, decorrerá na Universidade Sénior de Grândola. A entrada é gratuita e está aberta a toda a população.

A sessão será dinamizada por João Albuquerque e Castro, cirurgião vascular e Coordenador Nacional da Campanha AORTA É VIDA!, que destaca que o objetivo da "iniciativa é divulgar os principais fatores de risco associados a esta doença silenciosa e promover o seu diagnóstico precoce, essencial para a vigilância do doente e para a seleção do tratamento mais adequado.”

O aneurisma da aorta abdominal é uma doença grave que, não apresenta quaisquer sintomas. Trata-se de uma dilatação lenta e progressiva da aorta, a maior artéria do organismo que, quando rompe, origina uma perda de sangue muito grave que pode resultar em morte súbita.

Estima-se que, na Europa, 80 milhões de pessoas com mais de 65 anos, estejam em risco de desenvolver um aneurisma da aorta abdominal.

 
Sobre a Campanha Aorta é Vida:
A campanha AORTA É VIDA é uma iniciativa da Sociedade Portuguesa de Angiologia e Cirurgia Vascular (SPACV) e da Sociedade Portuguesa de Cirurgia Cardio-Torácica e Vascular (SPCCTV), com o apoio da Associação Portuguesa de Médicos de Clínica Geral (APMCG), com o objetivo de alertar e consciencializar a população portuguesa para o aneurisma da aorta abdominal, divulgando os principais fatores de risco, de forma a aumentar o número de diagnósticos precoces e evitar o número de mortes por rutura desta artéria. 

Imprimir