Associação Laço lança 3ª edição da Bolsa de Investigação na área do cancro da mama

A Associação Laço vai atribuir, pelo terceiro ano, duas bolsas de investigação no valor de 25.000€ cada. O objetivo é o de "incentivar a ciência a fazer novas descobertas que ajudem a encontrar as causas do cancro da mama e diminuir a sua incidência, assim como os mecanismos que desencadeiam o cancro da mama metastático". O Dia Nacional de Prevenção do Cancro da Mama, dia 30 de outubro, assinala o início da receção das candidaturas, que poderão ser entregues até ao dia 31 de janeiro de 2015.

Vencedores das edições anteriores:
- Sérgio Dias, chefe do departamento de Neo-Vascularização do Instituto de Medicina Molecular, da Faculdade de Medicina de Lisboa, que está a desenvolver um trabalho que analisa a associação de elevados níveis colesterol LDL à dimensão dos tumores;
- Joana Paredes, do IPATIMUP, que está a desenvolver um projeto sobre o cancro de mama “Triplo-negativo”;
- Diana Gaspar, do Instituto de Medicina Molecular (IMM) da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, que está a desenvolver um projeto na área das metástases do cérebro.

Na próxima edição, a presidência do Júri está a cargo de Raquel Seruca, vice-presidente do IPATIMUP e coordenadora científica do Grupo da Genética do Cancro. Os restantes membros do júri exercem as suas funções em importantes instituições de pesquisa biomédica em Portugal:
- Mónica Bettencourt Dias, group leader do Instituto de Gulbenkian de Ciência;
- Manuel António Rodrigues Teixeira, atualmente presidente da Sociedade Portuguesa de Genética Humana e diretor do Serviço de Genética e do Centro de Investigação do Instituto Português de Oncologia do Porto;
- Sérgio Dias, group leader do Instituto de Medicina Molecular;
- Joana Paredes, group leader do IPATIMUP.

Lynne Archibald, presidente da Associação Laço sente um orgulho enorme neste projecto e acredita que “a investigação é um passo fundamental na descoberta das causas do cancro da mama podendo assim diminuir a sua incidência, assim como os mecanismos que desencadeiam o cancro da mama metastático, uma área muito pouco estudada.

Salienta ainda a presidente da Laço que "queremos continuar a contribuir para a investigação do cancro da mama em Portugal através da atribuição destas bolsas de investigação.”

Imprimir