Biojam distribui testes serológicos para covid-19 validados pelo CHU de São João

A Biojam Holding Group foi a primeira empresa portuguesa a apresentar a técnica que permite a avaliação dos anticorpos das classes IgG e IgM para o novo coronavírus. Em declarações à Just News, o seu fundador e administrador, Carlos Jorge Monteiro, reforça mais uma vez o traço inovador do grupo: “Tínhamos de nos reinventar. Fomos sempre procurando trazer produtos diferenciados para o mercado.”

Testados e validados pelo Serviço de Patologia Clínica do Centro Hospitalar Universitário de São João, estes testes serológicos foram já adquiridos por múltiplos hospitais e entidades privadas. Caracterizam-se por “indicarem se já estivemos ou não infetados e se estamos imunizados em apenas 10 a 15 minutos”, explica Carlos Jorge Monteiro.


Carlos Jorge Monteiro

Diferenciando-se do teste de PCR pelo preço e pelo tempo de resposta mais baixos, ressalva, no entanto, que “este teste não tira o lugar ao da zaragatoa, mas vem de alguma forma acumular a possibilidade de testar pessoas que estiveram na linha da frente e que podem ter sido infetadas, embora não tendo apresentado sintomatologia alguma”.

Com este teste disponibilizado pela primeira vez em março e com origem holandesa, a Biojam recorre a um fabricante alemão, que “fez um upgrade ao packaging, incluindo lancetas que, anteriormente, eram compradas à parte”, explica Carlos Jorge Monteiro. E complementa que os testes estão a ser vendidos para Portugal, Espanha e Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa.

Além da distribuição destes testes, que detêm a marca CE, conforme as normas de saúde e segurança da União Europeia, e são aprovados pelo Infarmed, a Biojam distingue-se ainda pela oferta de produtos da sua linha de dermocosmética, entre cremes de mãos, rosto, ou máscaras de hidratação para ajudar a proteger os profissionais de saúde.

“A partir de certa altura, achámos que devíamos ter um papel interventivo na pandemia e a dermocosmética podia ajudar os profissionais de saúde, ou todas as forças de segurança que estavam na linha da frente. E foi isso que fizemos, desde fevereiro até hoje”, conclui o administrador da Biojam.



De referir que a Biojam Holding Group também lançou agora, em final de agosto, um teste rápido para a deteção de covid-19 na fase inicial da infeção. 


Este inovador teste deteta antigénios de núcleo em amostras da nasofaringe e da orofaringe, possibilitando detetar diretamente a presença de proteínas do vírus SARS-CoV-2.

“Vem, assim, preencher uma lacuna de diagnóstico rápido na fase inicial da infeção, e que ocorria com os testes sorológicos de anticorpos IgG e IgM, já que este teste dispõe de uma janela de deteção similar à dos testes PCR”, sublinha Carlos Jorge Monteiro.


seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir