Roche anuncia, amanhã, quais são os cinco melhores projetos na área da saúde que vai apoiar com 45 mil euros

A Roche Portugal vai atribuir cinco bolsas de financiamento, no valor de 45 mil euros, que pretendem viabilizar os melhores projetos desenvolvidos por associações de doentes ou outras organizações não governamentais (ONG) que visem "a promoção da saúde junto de doentes e da população em geral". Os melhores projetos vão ser premiados amanhã, numa sessão pública que decorrerá às 14h30, no auditório da Roche.

De acordo com a empresa, esta ação enquadra-se na sua política de responsabilidade social e resulta "do seu compromisso em assumir um papel ativo na sociedade apoiando, de forma transparente, iniciativas inovadoras e orientadas para a missão de suporte ao doente".

É também explicado que os 35 projetos candidatos a estas bolsas foram avaliados por um "júri independente e multidisciplinar", constituído por Maria de Belém Roseira (ex-ministra da Saúde), Francisco George (diretor-geral da Saúde) Henrique Luz Rodrigues (presidente do Infarmed), José Manuel Pereira de Almeida (coordenador nacional da Pastoral da Saúde e médico oncologista), Vera Lúcia Arreigoso (jornalista do Expresso, dedicada à área da saúde) e Miguel Sanches (diretor médico da Roche).

Este júri escolheu os trabalhos "mais originais, mais focados na defesa dos direitos dos doentes e na promoção da saúde na comunidade".

Em 2015 a Roche Portugal atribuiu também cinco bolsas de financiamento, igualmente no valor de 45 mil euros. As instituições selecionadas foram o Grupo Português de Activistas sobre Tratamentos de VIH/SIDA (GAT), a Fundação Gil, a Pulmonale - Associação Portuguesa de Luta Contra o Cancro do Pulmão, os Amigos da Pediatria da Ilha Terceira e a Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal (APDP).

Imprimir