«Cancro ponto e vírgula»: Professores e estudantes focados na prevenção do cancro

No seguimento da Exposição "Cancro ponto e vírgula", exibida na Fundação Calouste Gulbenkian (FCG) entre 26 a 30 de janeiro, os promotores desta mostra - o Ipatimup e o Programa Gulbenkian Inovar em Saúde – organizam, dia 30 de abril, uma sessão sobre prevenção do cancro. A ação, a decorrer no auditório 2 da FCG, entre as 10h00 e as 12h00, será dinamizada por Sobrinho Simões e é dirigida a professores de Biologia do ensino secundário da região de Lisboa e Vale do Tejo.

O objectivo desta iniciativa é proporcionar aos docentes informação mais detalhada sobre o livro "Cancro ponto e vírgula", guião e memória da exposição, por forma a que os seus conteúdos possam ser amplamente utilizados nas escolas. Esta reunião com professores será a primeira de um conjunto de sessões semelhantes programadas para diferentes zonas do país.

"Da parte da tarde é a altura dos alunos brilharem", adianta o Ipatimup em comunicado, explicando que "a exposição de janeiro foi visitada por cerca de mil pessoas, entre alunos, professores e público em geral, e, na altura, os estudantes foram desafiados a apresentar trabalhos sobre prevenção e informação em cancro". Trata-se de um desafio "que foi aceite e que nos enche de orgulho porque os trabalhos estão fantásticos".

Das quase três dezenas de contribuições recebidas de escolas de todo o país, foram selecionadas cinco para apresentação oral e as restantes serão apresentadas sob a forma de poster. No final do dia, serão anunciados a melhor apresentação oral e o melhor poster.

O objectivo fundamental da exposição "Cancro ponto e vírgula" é aumentar a literacia em relação aos problemas da saúde e do cancro e, deste modo, estimular a prevenção e o diagnóstico tão atempado quanto possível.

Imprimir