Diabetologia nos cuidados primários: intervir com «equipa multiprofissional e de forma integrada»

"Centrados na Diabetes - Cardio & Diabetes Summit" é a temática do primeiro encontro que vai ser organizado pelo recente Grupo de Estudos dos Cuidados de Saúde Primários (GECSP) da Sociedade Portuguesa de Diabetologia (SPD), a decorrer dia 26 de outubro, em Coimbra.

Hélder Ferreira, coordenador deste Grupo de Estudos, justifica a escolha do tema: "As pessoas com diabetes têm um risco acrescido de doença cardiovascular, cerca do dobro da população não diabética."

O evento conta com o apoio do Programa para a Diabetes da ARS Centro, o qual também é coordenado por Hélder Ferreira. Como disse à Just News, à margem de uma reunião dos elementos do GECSP, “a doença cardiovascular é uma das principais complicações da diabetes e esse risco aumenta exponencialmente depois de um diabético ter um evento cardiovascular, como um enfarte do miocárdio ou um AVC”.



Continuando, referiu que "o risco passa a ser quatro vezes superior para um doente com história prévia de um destes eventos e chega a quase sete vezes mais quando os dois se associam no decurso da doença, sendo por isso importante definir estratégias para impedir o aparecimento destas complicações".


Elementos do GECSP têm vindo a reunir-se com o objetivo de pôr em prática os objetivos definidos

“A grande maioria das pessoas com diabetes são tratadas e acompanhadas nos CSP”

A criação do GECSP da SPD aconteceu formalmente em 23 de junho deste ano, após ter sido lançado o repto no decorrer do 14.º Congresso Português de Diabetes, em março deste ano.


Hélder Ferreira

“É propósito da SPD reforçar a colaboração com todas as áreas de saber relacionadas com a prevenção, tratamento e acompanhamento da pessoa com diabetes e familiares, logo, nesse sentido, e tendo em conta que a grande maioria das pessoas com diabetes são tratadas e acompanhadas nos CSP, foi sentida a necessidade da criação do GECSP”, indicou Hélder Ferreira.

E continuou: “Em 2013, a taxa de cobertura da vigilância médica, com duas ou mais consultas registadas, em UCSP e USF, foi de 82,7% num universo de 515280 utentes com diabetes, números que só por si são reveladores da importância das equipas de CSP no controlo da diabetes.”


A Just News acompanhou a última reunião do GECSP, onde ficou evidente o entusiasmo do participantes e a crença da mais valia do projeto

Os objetivos do GECSP passam assim por propor “orientações de boas práticas de cuidados; por promover investigação, transversal e multidisciplinar;  estratégias de prevenção e diagnóstico precoce, critérios de referenciação para a integração de cuidados e trajeto da pessoa com diabetes; e formação profissional e iniciativas de capacitação”.

Em suma, por cuidados de saúde equitativos. “É da responsabilidade das unidades coordenadoras funcionais da diabetes, existentes em cada ACES, promoverem a interligação entre cuidados, mas apesar da sua implementação em todo o país, verifica-se uma enorme disparidade no modo como funcionam nas várias regiões.”



O GECSP integra médicos de Medicina Geral e Familiar e de Saúde Pública, enfermeiros, nutricionistas e psicólogos. “Só uma equipa multiprofissional e a trabalhar de uma forma integrada, procurando envolver a população em geral, os parceiros da comunidade e as entidades autárquicas terá hipóteses de conseguir ganhos em saúde.”   



O programa do evento "Centrados na Diabetes - Cardio & Diabetes Summit" pode ser consultado aqui.


seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir


Médicos de família assinalam Dia Mundial da Asma 2019 na Sertã