Comissão Europeia aprova primeira vacina para prevenção do cancro do ânus

A Sanofi Pasteur MSD anunciou hoje que a Comissão Europeia aprovou a nova indicação da vacina quadrivalente contra o HPV para a prevenção do cancro e lesões pré-cancerosas do ânus causados por tipos específicos de HPV oncogénicos, em homens e mulheres.

A vacina quadrivalente contra o HPV já tinha indicação a partir dos nove anos de idade, para a prevenção do cancro do colo do útero e de lesões genitais pré-cancerosas (colo do útero, vulva e vagina), relacionados com determinados tipos oncogénicos do Papilomavírus Humano (HPV), em mulheres. Também tem indicação para a prevenção de verrugas genitais (condiloma acuminado) associadas aos tipos específicos do HPV, em ambos os sexos.

O HPV é um vírus que causa várias doenças genitais e cancro, incluindo o cancro do colo do útero em mulheres e cancro do ânus em homens e mulheres. Esta nova indicação vem demonstrar os benefícios da vacina quadrivalente contra o HPV, inserida no Plano Nacional de Vacinação, na prevenção de infeção pelos tipos de HPV de alto risco, 16 e 18, responsáveis pela maioria dos cancros do ânus.

“Com esta nova indicação, a vacina quadrivalente contra o HPV, é hoje a única medida de prevenção para estas doenças oncológicas graves”, afirma Jean-Paul Kress, presidente da Sanofi Pasteur MSD. “A possibilidade de prevenção do cancro do ânus reforça ainda mais a necessidade de estender a vacinação contra o HPV a ambos os sexos, especialmente quando não existem outras medidas ou programas de rastreio para a prevenção do cancro do ânus”, conclui Kress.

Estima-se que, anualmente, ocorram cerca de 6.800 novos casos de cancro do ânus na Europa, cerca de 10% dos quais em Portugal  (600 novos casos anuais). Destes, cerca de 75-80% estão associados aos tipos 16 e 18 do HPV. De acordo com estudos de base populacional, o cancro do ânus é mais frequente em mulheres do que em homens, sendo que mais de 60% dos casos ocorrem em mulheres.

Com esta nova indicação, a vacina quadrivalente contra o HPV, é hoje a única medida de prevenção para estas doenças oncológicas graves, dado que não existem outras medidas ou programas de rastreio para a prevenção do cancro do ânus.

Imprimir