Melhorar a articulação dos profissionais envolvidos na resposta ao enfarte agudo do miocárdio

Dia 20 de junho, sexta-feira, realiza-se, no Hotel Miracorgo, em Vila Real, mais um Stent Network Meeting. O encontro, promovido pela Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular (APIC), irá contar com intervenções de representantes do Stent for Life em Portugal, profissionais do Centro Hospitalar de Vila Real e do INEM, estando aberto à participação de todos os interessados no tema.
 
A reunião pretende promover o diálogo e a partilha entre profissionais, que diariamente asseguram a resposta pré-hospitalar e hospitalar aos doentes com enfarte agudo do miocárdio, sobre a atual situação do país face a esta realidade, a necessidade de envolvimento por parte da sociedade civil, a contribuição do sistema integrado de Emergência Médica e ainda as melhores práticas de tratamento e abordagem à dor torácica. Pretende-se ainda a definição de metas e planos de ação que contribuam para uma melhor articulação na identificação e diagnóstico precoce desta patologia em que todos os segundos são cruciais, podendo representar a diferença entre a vida e morte.

O presidente da Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular (APIC) e Champion da iniciativa Stent for Life em Portugal, Hélder Pereira, esclarece que “é através destes encontros, que reúnem profissionais de saúde de diferentes áreas, que conseguimos melhorar a articulação entre os agentes de saúde mobilizados na resposta ao enfarte agudo do miocárdio um pouco por todo o país. Queremos analisar como se encontra o tratamento de doentes com enfarte na zona de Trás-os-Montes e Alto Douro para ver as necessidades de resposta e melhorias a aplicar”
 
Durante este período,  a campanha de sensibilização da iniciativa Stent for Life, intitulada “Não perca tempo. Salve uma vida”, tem participado e promovido, dentro e fora do país, um conjunto de atividades que visam dar a conhecer os sintomas de um enfarte do miocárdio e informar a população de como agir para receber o tratamento adequado.
 
No âmbito dessa campanha, é salientada regularmente a importância dos cidadãos saberem reconhecer os sintomas de enfarte e terem presente que não devem tentar chegar a um hospital pelos seus próprios meios. Alguns dos dados concretos que são constantemente passados à população são os seguintes:

1.    Conhecer e compreender os sinais de um enfarte permite agir rapidamente e procurar ajuda médica, através do número 112. A rapidez é fundamental para o sucesso do tratamento. A cada minuto que passa o risco de morte aumenta.
2.    O 112 tem um serviço de atendimento permanente que com algumas perguntas simples permite perceber e identificar os sintomas, garantindo um melhor tratamento da situação.
3.    As ambulâncias do INEM estão equipadas com aparelhos que registam e monitorizam a catividade do coração. Este equipamento permite diagnosticar o enfarte e encaminhar o doente para o hospital mais indicado.
4.    O INEM comunica diretamente com o cardiologista de serviço no Hospital, de forma a que tudo esteja preparado para quando o doente chegar receber o tratamento mais indicado, a angioplastia primária.
 
Sobre a Campanha “NÃO PERCA TEMPO. SALVE UMA VIDA”
“NÃO PERCA TEMPO. SALVE UMA VIDA – O ENFARTE NÃO PODE ESPERAR!” é uma iniciativa europeia lançada pela European Association of Percutaneous Cardiovascular Interventions (EAPCI) e do EuroPCR. Atualmente, está presente em 10 países, incluindo Bulgária, França, Grécia, Sérvia, Espanha, Turquia, Egipto, Itália, Roménia e Portugal. Em Portugal, a iniciativa é apoiada pela Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular (APIC) com o objetivo de melhorar o acesso dos doentes, com enfarte agudo do miocárdio, à angioplastia primária. Para mais informações visite o site da campanha em www.stentforlife.pt

Imprimir



Siga-nos no Linkedin

Post Linkedin Hospital Público