Debate sobre a relação entre médico e doente, «património da humanidade»

Na próxima terça-feira, 12 de julho, terá lugar a sessão de encerramento das comemorações dos 25 anos de ensino da Medicina Geral e Familiar (MGF) na Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra.

José Manuel Silva, bastonário da Ordem dos Médicos e também regente da Unidade Curricular de Medicina Geral e Familiar (MGF) nesta Faculdade, irá proferir uma conferência no Café Santa Cruz, na Praça 8 de Maio, sobre o tema "A Relação Médico-Doente, Património da Humanidade".



As iniciativas planeadas, sob a coordenação de Hernâni Caniço, membro fundador e coordenador na Unidade Curricular de MGF da FMUC, tiveram início com um concerto inaugural, que prestou homenagem ao médico de família e que decorreu dia 17 de março, no Convento de São Francisco.

No âmbito do programa de comemorações, dia 18 de abril teve lugar, no Polo III da Universidade de Coimbra, o IX Encontro Nacional de Escolas Médicas e, no mesmo dia, realizou-se uma cerimónia de homenagem ao corpo docente em MGF da FMUC/25 anos. À noite, decorreu o encontro "O cerne da questão – governação em saúde, ciências humanas e sociais".

Já no mês de maio foi inaugurada, em Coimbra, a escultura "P`la Esperança", uma obra de arte da autoria de Dimas Simas Lopes, médico cardiologista.

Imprimir