DGS lança manual sobre o papel da nutrição na doença de Alzheimer

A Direção-Geral da Saúde, em parceria com o Centro Virtual sobre o Envelhecimento, lança, pela primeira vez, um manual onde se aborda o papel da nutrição e de um estilo de vida saudável na prevenção e progressão da doença de Alzheimer.

Em comunicado, a DGS salienta que este manual é lançado em setembro, mês em que a doença de Alzheimer é recordada a nível mundial, e que a obra visa, em especial, "aqueles que têm como missão cuidar dos doentes fornecendo indicações práticas sobre como ultrapassar os principais e mais frequentes problemas alimentares nesta doença".

Além de partilhar o conhecimento científico mais recente, “Nutrição e doença de Alzheimer” descreve um conjunto de cuidados práticos a ter em conta na alimentação destes doentes, "se possível com o apoio da equipa multidisciplinar na área da saúde onde deveriam estar incluídos técnicos de nutrição e psicólogos".

Refere ainda a DGS que, "no seguimento da estratégia do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável", pode ler-se no manual a informação científica disponível sobre o papel protetor dos nutrientes e de alguns alimentos, como o peixe, hortícolas, frutas e leguminosas, e a importância de determinados tipos de padrões alimentares, com destaque para a Dieta Mediterrânea, na evolução desta doença.



"A doença de Alzheimer atinge um grande número de portugueses de todas as idades e, com particular relevo, as populações idosas mais frágeis. Trata-se de um problema em crescimento, onde a prevenção é crucial para reduzir o número de anos de vida com incapacidade mas também para melhorar a qualidade de vida das famílias afetadas”, refere Pedro Graça, diretor do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável, da DGS. 

Podem ser consultadas mais informações no blogue do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável.

Imprimir