Disfunção metabólica após o primeiro episódio psicótico: conhecer as «implicações clínicas»

O Encontro Nacional de Psiquiatria, que se realiza esta semana, em Coimbra, conta com um simpósio promovido pela Secção do Primeiro Episódio Psicótico da Sociedade Portuguesa de Psiquiatria e Saúde Mental (SPPSM), onde estará em debate a "complexidade e abrangência do primeiro episódio psicótico".

Ricardo Coentre, psiquiatra do Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Norte, será um dos participantes nesta mesa. E é precisamente este médico que, em declarações à Just News, explica "a particular relevância e atualidade dos três temas em discussão neste simpósio”.

De acordo com o psiquiatra e vice-presidente da Secção do Primeiro Episódio Psicótico, “tratam-se de preleções diferentes, mas que abordam assuntos onde tem havido muita investigação nos últimos anos”. Adianta mesmo que "serão apresentados alguns resultados preliminares de investigações em curso".

Programa de Intervenção das Fases Iniciais da Psicose

Uma dessas investigações está relacionada com o trabalho desenvolvido no Hospital de Santa Maria, através da equipa, que Ricardo Coentre integra, do PROFIP - Programa de Intervenção das Fases Iniciais da Psicose, que segue jovens, entre os 16 e os 35 anos, que sofreram um primeiro episódio psicótico.

Como sublinha, “os doentes com doença mental grave vivem entre 1 a 2 décadas menos do que os indivíduos da mesma idade sem doença mental, sendo fundamental alterar este facto”. No seu entender, existem dois factos que contribuem para esta situação: "o suicídio e as doenças cardiovasculares".


Ricardo Coentre

“Nos últimos anos, tem-se dado uma cada vez maior atenção às doenças físicas na generalidade das doenças psiquiátricas, sendo que os psiquiatras também se preocupam com este aspeto nos cuidados que prestam aos seus doentes”, sublinha o especialista. Entre essas preocupações estão a identificação precoce de fatores de risco cardiovasculares, "como a síndrome metabólica, e o seu tratamento na prevenção primária das doenças cardiovasculares".

Para Ricardo Coentre, “o objetivo é prevenir a morbilidade e mortalidade cardiovascular nos nossos doentes”. A vigilância da saúde física faz com que este seja também um dos componentes das equipas que tratam doentes jovens nas fases iniciais da psicose.

Divulgação de resultados preliminares

“No Hospital de Santa Maria, fazemos uma avaliação orgânica geral na altura da entrada no programa e depois, pelo menos anualmente, promovemos a realização de análises e exames, incluindo a avaliação metabólica completa, a medição da pressão arterial, do peso e do perímetro abdominal e a realização de um eletrocardiograma”, explica Ricardo Coentre.

Em função dos resultados, "poderão ainda ser efetuados outros exames complementares e, se necessário, fazer a referenciação para consultas de outras especialidades, como Endocrinologia, Medicina Interna ou Cardiologia".


Elementos da equipa do Hospital de Santa Maria dedicada às fases iniciais da psicose: Ricardo Coentre, Ana Simões (enfermeira), Pedro Levy, Ana Rebelo (psicóloga), Carolina Costa (médica interna de Pedopsiquiatria), Tiago Mendes (psicólogo). Ausente na foto: Alexandra Fonseca (psicóloga)

Foi exatamente essa "preocupação com as doenças físicas" que motivou a equipa da equipa do PROFIP a decidir realizar o estudo sobre os doentes jovens que tiveram um primeiro episódio psicótico. Os resultados preliminares serão apresentados por Ricardo Coentre, durante a sua intervenção intitulada “Disfunção metabólica no primeiro episódio psicótico: implicações clínicas”.

“O que fizemos foi acompanhar, de forma longitudinal, durante um ano, após o primeiro episódio psicótico, uma amostra de doentes jovens, vendo como evoluíram os principais indicadores metabólicos, incluindo glicemia, colesterol total, colesterol HDL, colesterol LDL, triglicéridos, pressão arterial, índice de massa corporal e perímetro abdominal”, revela Ricardo Coentre.



O Simpósio da Secção do Primeiro Episódio Psicótico realiza-se na sexta-feira, a partir das 16h30, sendo moderado por Joaquim Gago, da Nova Medical School e psiquiatra no Centro Hospitalar Lisboa Ocidental, e Pedro Levy, presidente da Secção do Primeiro Episódio Psicótico e psiquiatra do CHULN

"Prognóstico dos doentes"

O primeiro preletor será Pavan Mallikarjun, da Universidade de Birmingham, que fará uma intervenção intitulada “Prediction of outcomes using baseline, clinical and demographic
variables with machine learning techniques”. Ricardo Coentre esclarece que, nos últimos anos, "vários estudos têm sido publicados com foco na predição do prognóstico dos doentes que apresentam um primeiro episódio psicótico".

Várias estratégias têm sido usadas. “Estes instrumentos têm importantes implicações para o desenvolvimento de intervenções terapêuticas personalizadas”, sublinha, esclarecendo que Pavan Mallikarjun “fará a apresentação de um trabalho recente de investigação que usou o algoritmo de machine learning em doentes com psicose”.

“Estes trabalhos são muito importantes, pois, poderão, em breve, ser usados na prática clínica pelos médicos que avaliam e tratam doentes com primeiro episódio psicótico”.

Resistência ao tratamento: encontrar "alternativas terapêuticas"

A última intervenção caberá a Celeste Silveira, psiquiatra do Centro Hospitalar Universitário de São João e professora da Faculdade de Medicina do Porto, que falará sobre “Resistência ao tratamento nos primeiros episódios psicóticos”.

A relevância do tema "explica-se facilmente", segundo Ricardo Coentre, dado que "cerca de 20-30% dos doentes que apresentam um primeiro episódio psicótico, nomeadamente de esquizofrenia, revelam resistência ao tratamento". Na sua opinião, “estes casos devem ser identificados precocemente para se instituírem terapêuticas alternativas e com evidência sobre a sua eficácia e efetividade”.

O programa do Encontro Nacional de Psiquiatria e II Encontro das Secções da SPPSM, que decorrerá sob o lema: "O corpo, a pessoa e o cérebro. Dualidades e reducionismos", pode ser consultado aqui.


seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir


Médicos de família assinalam Dia Mundial da Asma 2019 na Sertã