EEA Grants atribuem 12 milhões de euros a 26 projetos portugueses na área da saúde

São 12 milhões de euros que vão apoiar a investigação na área da saúde em Portugal e cujos contratos de concessão já foram assinados. O Programa "Iniciativas de Saúde Pública - EEA Grants PT 06” vai financiar 26 projetos em quatro áreas prioritárias: “Nutrição”, “Saúde mental”, “Doenças transmissíveis” e “Sistemas de informação”. 

O Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu 2009/2014, no âmbito dos EEA Grants, tem três países doadores – Noruega, Islândia e Liechtenstein – e financia projetos e iniciativas em 16 Estados membros da UE, com vista à redução das desigualdades no acesso à saúde por parte dos cidadãos e com o objetivo de reforçar as relações bilaterais entre as instituições dos vários países.

Num evento que decorrerá dia 29 de junho, no INFARMED, serão apresentados os 26 projetos que irão beneficiar deste apoio financeiro. Estará presente uma representante dos países doadores, Rui Santos Ivo, presidente do Conselho Diretivo da Administração Central de Saúde (ACSS) (a entidade operadora do Programa “Iniciativas da Saúde Pública”), bem como a bastonária da Ordem dos Nutricionistas, Alexandra Bento, e o diretor do Programa Nacional para Saúde Mental, Álvaro Carvalho. A sessão de encerramento vai contar com a presença do ministro da Saúde, Paulo Moita de Macedo.

A ACSS salienta, em comunicado, que o concurso do Ministério da Saúde aos fundos deste Programa e as áreas definidas como prioritárias "estão em harmonia com os objetivos do Ministério para a promoção da investigação e do conhecimento no setor da Saúde", assim como "em linha com os Programas Nacionais para a Infeção VIH/SIDA, para a Promoção da Alimentação Saudável e para a Saúde Mental, coordenados pela Direção-Geral da Saúde".



Imprimir