Estudantes de Medicina promovem, esta semana, a saúde em aldeias isoladas

Entre os dias 19 e 23 de julho, mais de meia centena de alunos, de todas as Escolas Médicas do país, vão estar em Belmonte, com o propósito de promover a saúde e sensibilizar a população para a prevenção da doença.

Esta atividade, intitulada "Med on Tour", é organizada pela Associação Nacional de Estudantes de Medicina (ANEM) e conta, este ano, com o apoio da Câmara Municipal de Belmonte.

Ao longo destes cinco dias, os estudantes, divididos em diferentes equipas, vão desenvolver "diferentes ações em simultâneo de sensibilização nas ruas, escolas e jardins-de-infância, lares, locais de diversão noturna, assim como rastreios cardiovasculares de rua (medição da pressão arterial, glicemia capilar, IMC, percentagem de gordura corporal e visceral, assim como aconselhamento personalizado sobre o estilo de vida)".

É ainda adiantado que, "adicionalmente, vão também visitar habitações mais isoladas, nas diferentes freguesias do Concelho, de forma a prevenir o isolamento social e a inacessibilidade aos cuidados de saúde".

Nas escolas, junto das crianças dos 3 aos 7 anos, será recriado "um mini Hospital dos Pequeninos, no qual as crianças assumem o papel de cuidador, o seu boneco o de doente e os estudantes de medicina, o de médico".  

Nas visitas aos lares de idosos serão abordados temas como o envelhecimento ativo e saudável. Já nas ações com o público jovem o foco será a sensibilização para temas como: relações sexuais, violência na relação e identidade de género.

Além do serviço a prestar à população portuguesa, a iniciativa visa oferecer aos futuros médicos "um contacto mais próximo com a realidade das populações portuguesas, sensibilizando-os para as iniquidades existentes na saúde da comunidade onde se inserem e humanizando os cuidados de saúde prestados pelos futuros jovens médicos".

Imprimir