Faculdade de Medicina de Lisboa: novos alunos alertados para a importância da investigação na sua formação

Os novos alunos da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (FMUL) foram esta segunda-feira recebidos numa cerimónia que decorreu no Edifício Egas Moniz, no Dia da FMUL. O seu diretor, o cardiologista Fausto Pinto, falou-lhes do papel da investigação na formação médica e da importância da parceria entre instituições.

Para exemplificar, apontou o trabalho desenvolvido na criação do Centro Académico de Medicina de Lisboa (CMAL). “Em cooperação com o Instituto de Medicina Molecular e com o Hospital de Santa Maria (CHLN), a Faculdade integra o CAML, o qual representa um conceito inovador da organização dos centros de ensino, investigação e prática médica diferenciada.”

No Dia da Faculdade, perante um auditório cheio, intervieram ainda Rafael Inácio, presidente da Associação de Estudantes da FMUL, e o convidado de honra Roberto Ferrari, diretor do Departamento Médico da Universidade de Ferrara, em Itália, que proferiu uma conferência.



No decorrer da cerimónia, realizou-se também o tradicional Juramento de Hipócrates dos alunos do 1.º ano de Medicina, a que se seguiu um momento de homenagem a docentes jubilados, novos docentes catedráticos, associados e agregados, novos doutorados, docentes com 25 anos de serviço, pessoal técnico e administrativo com 25 anos de serviço e médicos com 50 anos de licenciatura.

No final, António Cruz Serra, reitor da Universidade de Lisboa, relembrou que Medicina é um curso que “exige trabalho e ética”, desejando “as melhores felicidades” aos novos alunos. Houve ainda espaço para um momento musical, que ficou a cargo do Coro/Orquestra da Associação de Estudantes da FMUL. 



Podem ser consultadas mais fotos do Dia da FMUL aqui.

Imprimir