Fundação BIAL abre candidaturas à 16ª Edição do Prémio BIAL

Já estão abertas as candidaturas à 16ª edição do Prémio BIAL, um dos maiores galardões internacionais na área da Saúde, e que este ano assinala 30 anos desde a sua primeira edição. Ascendendo a 340 mil Euros, o Prémio BIAL contempla a investigação básica e a pesquisa clínica através de duas modalidades: o ‘Grande Prémio BIAL de Medicina’ e o ‘Prémio BIAL de Medicina Clínica’. As candidaturas à 16ª edição deste galardão decorrem até dia 31 de outubro.

Luís Portela, presidente da Fundação Bial, relembra “O Prémio BIAL nasceu para incentivar a investigação médica e promover a sua divulgação, primeiro em Portugal e, posteriormente, a nível internacional, acompanhando ao longo da sua história a evolução e as tendências da Saúde e da Medicina”. Em ano de aniversário, Luís Portela sublinha: “Hoje, 30 anos depois da primeira edição, a Fundação BIAL orgulha-se de promover um dos maiores galardões na área da saúde, capaz de atrair médicos e investigadores de diversos países e de premiar profissionais de referência mundial nas suas áreas de investigação”.

A 16ª edição do Prémio BIAL contempla duas modalidades: o ‘Grande Prémio BIAL de Medicina’ e o ‘Prémio BIAL de Medicina Clínica’. No valor de 200 mil Euros, o ‘Grande Prémio BIAL de Medicina’ distinguirá trabalhos de índole médica de grande qualidade e relevância científica. Já o ‘Prémio BIAL de Medicina Clínica’, no valor de 100 mil Euros, premiará um tema livre dirigido à prática clínica. No regulamento deste concurso está também contemplada a possibilidade de atribuição de Menções Honrosas, até quatro trabalhos concorrentes, no valor de 10 mil Euros cada.

Para além do valor monetário, o Prémio BIAL 2014 contempla igualmente a edição exclusiva, com uma tiragem entre cinco e quinze mil exemplares, do trabalho vencedor do Prémio BIAL de Medicina Clínica e de algumas das obras galardoadas, para divulgação e distribuição gratuita junto dos profissionais de saúde.

Júri
O júri do Prémio BIAL 2014 é presidido pela Professora Catarina Resende de Oliveira e constituído por representantes das Escolas de Medicina Portuguesas, nomeadamente os Professores Manuel Antunes (Faculdade de Medicina – Universidade de Coimbra), Miguel Castelo-Branco (Faculdade de Ciências da Saúde – Universidade da Beira Interior), Rui Coelho (Faculdade de Medicina – Universidade do Porto), Jorge Correia-Pinto (Escola de Ciências da Saúde – Universidade do Minho), Emília Monteiro (Faculdade de Ciências Médicas – Universidade Nova de Lisboa), António de Sousa Pereira (Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar – Universidade do Porto) e Rui Victorino (Faculdade de Medicina – Universidade de Lisboa).

Instituído em 1984, o Prémio BIAL é atribuído de dois em dois anos e já mobilizou 1315 investigadores, médicos e cientistas, autores de 580 obras candidatas. Nas 15 edições realizadas, distinguiu 231 autores (91 obras premiadas). Como resultado de 30 anos comprometidos com a investigação, foram editadas e distribuídas gratuitamente pela classe médica e científica mais de 30 obras premiadas, num total de mais de 300.000 exemplares.

O Regulamento pode ser consultado AQUI.

Imprimir