Ginecologia e Obstetrícia: Federação impulsionou a especialidade

“A Federação das Sociedades Portuguesas de Obstetrícia e Ginecologia (FSPOG) foi criada em 2007 graças ao empenho de um grupo de colegas que deram um excelente contributo à organização e desenvolvimento da especialidade de Ginecologia e Obstetrícia”, recordou Daniel Pereira da Silva, presidente daquela Federação, na sessão de abertura do 21.º Congresso de Obstetrícia e Ginecologia.


O Convento de São Francisco acolheu o evento, que decorreu no início deste mês.

“Hoje somos uma Federação que representa, a nível nacional e internacional, todas as disciplinas médicas da área da saúde da Mulher”, afirmou, dirigindo-se à assistência e a quem consigo partilhava a mesa de abertura: Carlos Freire de Oliveira, presidente de honra do evento, Miguel Guimarães, bastonário da Ordem dos Médicos, e Diogo Ayres de Campos e Carlos Calhaz-Jorge, secretário-geral e tesoureiro da FSPOG, respetivamente.


Diogo Ayres de Campos, Carlos Freire de Oliveira, Miguel Guimaraes, Daniel Pereira da Silva e Carlos Calhaz Jorge.

"em benefício da população"

Daniel Pereira da Silva salientou que, desde o seu início, a FSPOG tudo fez para estabelecer consensos e conciliar o calendário das reuniões das várias sociedades congregadas, “de modo a que o desenvolvimento da especialidade se faça harmoniosamente”.

Desta forma, a Federação conseguiu "potencializar todas as disciplinas que integram a Federação, para bem da valorização profissional dos médicos e em benefício da população que estes servem".



Acta Obstétrica e Ginecológica Portuguesa

Encontrando-se no último ano do mandato de três anos como presidente da FSPOG, aquele responsável fez questão de expressar o seu reconhecimento pelo trabalho desenvolvido pelo corpo de editores da revista Acta Obstétrica e Ginecológica Portuguesa, “instrumento de grande importância para a formação da especialidade”, na figura do ex editor-chefe, Nuno Clode, e de Carla Ramalho.



Parceria com o Colégio da Especialidade

Aproveitou ainda o responsável para anunciar que a FSPOG e o Colégio da Especialidade de Obstetrícia e Ginecologia da Ordem dos Médicos irão organizar um curso de formação em liderança para cinco obstetras e ginecologistas, uma iniciativa que será levada a cabo pela Universidade Católica.

Realizará, igualmente em conjunto com o Colégio, um curso de formação sobre publicação científica e Medicina baseada na evidência, destinado a 24 internos da especialidade.



Já Miguel Guimarães, ao usar da palavra, lembrou o “fantástico” trabalho que foi feito pela especialidade de Ginecologia e Obstetrícia.

O bastonário da Ordem dos Médicos recordou Albino Aroso que, conforme disse, “pôs na prática um plano que permitiu, juntamente com a colaboração de todos, levar a que os nossos indicadores na área da mortalidade infantil passassem de ‘altamente desfavoráveis’ a indicadores de ‘topo’ reconhecidos a nível mundial e que ainda se mantêm”.



Entre outros momentos marcantes, como a criação de um carimbo pelos CTT - Correios de Portugal alusivo ao 21.º Congresso de Obstetrícia e Ginecologia, quem esteve presente na sessão de abertura teve ainda oportunidade de assistir à atuação do Coro dos Antigos Orfeonistas da Universidade de Coimbra.



Podem ser consultadas mais fotos dos três dias do Congresso na Galeria de imagens.




Imprimir


Médicos de família assinalam Dia Mundial da Asma 2019 na Sertã