Hospital Fernando Fonseca: «queremos ser cada vez mais integrativos»

O Hospital Prof. Doutor Fernando Fonseca (HFF), na Amadora, acolhe, na segunda-feira, um debate sobre os “novos desafios do Sistema de Saúde – A Medicina Integrativa”. Trata-se de mais uma sessão do projeto “Caminho dos Hospitais”, organizado pela Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares (APAH).

Em declarações à Just News, Francisco Velez Roxo, presidente do Conselho de Administração (CA) do HFF, afirma que “os sistemas de saúde são parte do grande Sistema Social que é cada Povo, cada Comunidade, cada Cidade, cada lugar em que se viva e trabalhe, sendo cada vez mais integrativos, apesar de muitas vezes só serem vistos pelas facetas ‘saúde e social’ “.

De acordo com o responsável, “num Mundo em mudança acelerada e com contornos imprevisíveis, tanto do ponto de vista sociodemográfico como tecnológico, a Nova Gestão em Saúde não é para amanhã, nem pode esperar só pelo desenvolvimento da Nova Medicina".

E acrescenta: "É para hoje, sempre com uma perspetiva de integração de cuidados, apelando a uma perspetiva integrativa cientificamente baseada na evidência e tendo como objetivo primordial cuidar dos três aspetos fundamentais do ser humano: o aspeto físico, o aspeto psíquico e o aspeto energético saudável”.



“sempre com evidência científica!”

Segundo Francisco Velez Ramos, os médicos, os enfermeiros e outros profissionais da saúde visam, "cada vez mais, tanto em medicina ambulatória como programada, apoiar-se nos métodos cada vez menos invasivos e menos tóxicos".

O objetivo final é o de "conseguir facilitar a manutenção de uma boa saúde, integrando todos os meios de tratamento, acentuando as suas afinidades terapêuticas e usando toda a terapia apropriada, seja ela convencional ou não convencional". Mas, conforme refere, “sempre com evidência científica!”.

"viver um conjunto de experiências integrativas"

Assegura o responsável que o HFF quer “estar sempre na vanguarda do profissionalismo, a cuidar da Saúde dos cidadãos que o procuram, em especial das comunidades da Amadora e Sintra, naturalmente multiculturais”.

Ao longo dos 22 anos de existência, o Hospital Prof. Doutor Fernando Fonseca tem dado "atenção especial às populações dos concelhos da Amadora e de Sintra, um dos maiores e mais diversos núcleos populacionais do país. Esta abrangência humana e territorial permite viver um conjunto de experiências integrativas em ambiente hospitalar que a todos tem enriquecido”, aponta.

"queremos ser cada vez melhores"

No entanto, o presidente do CA do HFF considera que “a missão não está cumprida” e explica:

“Há sempre mais para fazer, novos desafios, numa melhoria progressiva da qualidade das infraestruturas e na valorização dos profissionais que todos os dias, sem exceção, dedicam a sua vida a ajudar o próximo. E, até agora, estamos todos de parabéns. Mas queremos ser cada vez melhores e mais ‘integrativos’”, refere.

"Promover a qualidade da gestão hospitalar"

Recorde-se que o projeto "Caminho dos Hospitais" da APAH visa, através da realização de reuniões mensais nos hospitais do SNS, “conhecer a realidade distinta de cada hospital, aproximar-se dos seus associados e promover a qualidade da gestão hospitalar”.

A adesão a estas iniciativas tem sido muito elevada, revelando um grande entusiasmo e interesse das pessoas nos temas em debate.

De acordo com Alexandre Lourenço, presidente da APAH, as reuniões são dirigidas a profissionais em Gestão da Saúde, médicos, enfermeiros, farmacêuticos e outros profissionais, bem como elementos da comunidade.

Imprimir