Infeção por VIH: Teresa Branco é a nova presidente da APECS

A Associação Portuguesa para o Estudo Clínico da Sida (APECS) tem uma nova Direção para o biénio 2018-2019. A nova presidente é Teresa Branco, especialista em Medicina Interna do Hospital Prof. Doutor Fernando Fonseca, que encabeçava a única lista candidata às eleições.

A médica, que tomará posse nas próximas semanas, sucede no cargo a Joaquim Oliveira, que foi presidente da APECS durante dois mandatos sucessivos (2014-2015 e 2016-2017). A eleição teve lugar na Assembleia-Geral Eleitoral da APECS, que se realizou há dias, em Coimbra.

Integrar pessoas "de outras classes profissionais"

Em declarações à Just News, Teresa Branco destaca que a nova Direção inclui elementos de várias especialidades da Medicina, assim como uma enfermeira. É intenção, também, convidar "pessoas de outras classes profissionais que trabalham diariamente na área da infeção por VIH para integrar os grupos de trabalho que se vão estabelecer (assistentes sociais, farmacêuticos, psicólogos)".


Nova Direção da APECS: António Diniz, Ana Horta, Teresa Branco, Catarina Esteves e Nuno Marques

“A APECS é uma associação com características únicas, que pretende reunir todas as especialidades e profissões ligadas à infeção por VIH", afirma a responsável. Considera ser mesmo "fundamental conseguir trazer para a APECS todos as classes profissionais que lidam com a infeção por VIH para trabalhar em conjunto questões fundamentais, nomeadamente, a tentativa de melhorar a qualidade de vida das pessoas infetadas”.

E faz questão de destacar que “os médicos precisam de todos os outros profissionais que lidam com a infeção por VIH para poderem prestar cuidados com qualidade.”


A eleição da Direção da APECS teve lugar durante a última reunião de sócios

Assegurar a qualidade dos cuidados prestados

O grande foco da Direção encabeçada por Teresa Branco é assegurar que os cuidados de saúde que têm vindo a ser providenciados aos infetados não baixe a qualidade. Para tal, refere, “vamos ter de nos debruçar sobre parâmetros de avaliação da qualidade e sobre questões tão simples como a equidade e acessibilidade ao tratamento em todos os centros”.



A nova Direção pretende, também, refletir sobre assuntos que "ainda não estão muito estudados, como, por exemplo, a profilaxia pré-exposição do VIH (PrEP)". Por outro lado, e segundo a médica, as questões sociais "continuam a ser, e serão durante muito tempo, uma preocupação".

De acordo com a especialista, "não estamos a conseguir eliminar o estigma e o facto de ser considerada uma doença diferente faz com que muitas pessoas não cheguem aos cuidados de saúde. E isso é que não queremos de forma nenhuma, quer do ponto de vista individual (para a saúde da pessoa), quer do ponto de vista de saúde pública."

E sublinha: "Se não tratarmos todos os infetados, estamos a deixar que a cadeia de transmissão continue."


Passagem de testemunho: Elementos da Direção cessante e da Direção atual da APCES

Teresa Branco nasceu em 21 de janeiro de 1959, em Lisboa. Licenciou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina de Lisboa (1983), especializou-se em Medicina Interna nos Hospitais Civis de Lisboa (1992) e fez um mestrado em VIH/Sida na Universidade de Barcelona (1999).

De 1992 a 2006 foi assistente hospitalar graduada de Medicina Interna nos Hospitais Civis de Lisboa, tendo fundado a Consulta de Imunodeficiência do Hospital do Desterro. Desde 2006 que trabalha no Hospital Prof. Doutor Fernando Fonseca. Está ligada à APECS desde há vários anos, tendo integrado várias direções, inclusive as duas últimas.   



Corpos sociais da APECS (biénio 2018-2019):

Direção

Presidente: Teresa Branco, Hospital Prof. Doutor Fernando Fonseca, Medicina Interna
Vice-presidente: António Diniz, Centro Hospitalar Lisboa Norte, Pneumologia
Tesoureiro: Nuno Marques, Hospital Garcia de Orta, Infeciologia
Secretária: Ana Horta – Centro Hospitalar do Porto, Infeciologia
Vogal: Catarina Esteves- Hospital de Cascais, Enfermagem

Conselho Fiscal

Presidente: António Vieira- Centro Hospitalar Universitário de Coimbra, Infeciologia

Vogal: Maria José Manata, Centro Hospitalar Lisboa Central, Infeciologia

Vogal: Carmela Pineiro, Centro Hospitalar de São João, Infeciologia

Assembleia-Geral 

Presidente: Joaquim Oliveira, Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, Infeciologia

Secretária: Maria João Aleixo, Hospital Garcia de Orta, Infeciologia
Vogal: Isabel Ramos, Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, Infeciologia


Imprimir