Iniciativa da USF Canelas revela «a expressão máxima do espírito de equipa»

As opiniões de médicos, enfermeiros, secretários clínicos, do ACES Espinho/Gaia e do município de Vila nova de Gaia "foram unânimes relativamente à excelência científica e organizativa do I Encontro de Saúde de Canelas", afirma Manuel Sousa, coordenador da USF Canelas, que não hesita em classificar a qualidade científica da reunião como "bastante elevada".


Manuel Sousa foi o moderador da mesa redonda: "Novidades na asma e DPOC".

Na sua opinião, as preleções quer dos elementos externos à USF Canelas, quer dos vários profissionais da USF "foram muito boas" e decorreram "num ambiente de debate/troca de informações franco e sincero". Para o responsável, não há dúvidas de que a excelente organização "espelha o empenho dos profissionais da USF no erguer deste evento".



"Expressão máxima do espírito de equipa"

O evento, que decorreu no Solar Condes de Resende, em Vila Nova de Gaia, reuniu cerca de 100 participantes, a maioria do ACES Espinho/Gaia, mas também de outros ACES. 



Relativamente ao facto da preparação da reunião ter envolvido ativamente médicos, enfermeiros e secretários clínicos, que também participaram na qualidade de oradores, o que não é algo muito habitual, Sousa Pinto, presidente do Encontro, assegura que esse aspeto "surgiu de forma natural".


Manuel Sousa e Sousa Pinto.

"Os 3 grupos profissionais constituem a USF e como tal, faria sentido apresentarem temas relativos à sua área, de modo a esclarecer ou a renovar conceitos", refere, sublinhando: "É a expressão máxima do espírito de equipa da USF Canelas."



Registo Nacional de Utentes

Um dos temas em debate, exatamente a cargo dos secretários clínicos Dália Peixoto e Pedro Peixoto, incidiu sobre Registo Nacional de Utentes (RNU).



Segundo Sousa Pinto, a atualidade e relevância do tema é significativa, já que o RNU "é uma nova e importante plataforma criada com o objetivo de impedir a duplicação de utentes".

O médico indica ainda que "esta vai ser constantemente atualizada, com nº de telemóvel, e-mail, residência" e que permite "uma comunicação mais rápida entre a unidade e os utentes.”


Sousa Pinto.

Uma unidade "que se foca bastante na formação"

A USF Canelas integra, atualmente, 17 profissionais: 6 médicos, 6 enfermeiros e 5 secretários clínicos. "Nesta altura aguardamos a chegada de um novo médico, prevista para este mês", indica Manuel Sousa, acrescentando:

"Sendo uma unidade que se foca bastante na formação, contamos, ainda, com 5 internos de formação específica em MGF."

Uma equipa integradora

Raquel Bastos é uma das médicas internas em formação na unidade que participou como palestrante na reunião. Na sua opinião, "este primeiro encontro mostrou que o espírito de equipa é das componentes mais importantes na USF Canelas".


Raquel Bastos.

Em declarações à Just News, afirma que "só com a ajuda de todos os elementos da comissão organizadora, (médicos, enfermeiros e administrativos) foi possível ultrapassar as dificuldades que sempre surgem na realização deste tipo de evento e tornar realidade um sonho de há muitos anos que pretendemos que tenha continuidade no futuro."



Esclarecer dúvidas "num ambiente bastante informal"

Sobre a oportunidade dos participantes terem contado com a colaboração de profissionais como a diretora do Serviço de Cardiologia do Centro Hospitalar de São João (CHSJ), Raquel Bastos não tem dúvidas:

"Qualquer ´Conversa` com a Prof. Júlia Maciel é mais que enriquecedora. Além de ser uma figura de renome na área da Cardiologia, consegue transmitir o seu enorme conhecimento e experiência científica de forma prática e acessível."



Para a interna de Medicina Geral e Familiar e membro da Comissão Organizadora, é "incrível como num ambiente bastante informal conseguiu abordar dúvidas de casos reais que qualquer médico de família se depara frequentemente".


Júlia Maciel (à esquerda).

A cardiologista foi a interveniente principal numa sessão intitulada: "À conversa com a Prof.ª Júlia Maciel - As eternas dúvidas da MGF".



Feira da Saúde reflete "relação estreita com os canelenses"

Relativamente ao futuro, a USF Canelas pretende "continuar a realizar e a reforçar as sessões de educação para a saúde destinadas a utentes de variadas faixas etárias e com diversos tipos de patologias", afirma Manuel Sousa.

Nesse sentido, e entre outras ações já previstas, destaca-se a realização da III Feira de Saúde de Canelas, que decorrerá no início de setembro, sendo este um momento relevante. Manuel Sousa afirma mesmo que "é a expressão da relação estreita da USF Canelas com a comunidade e com os canelenses", sendo que, "naturalmente, envolverá um grande trabalho de toda a equipa".



O responsável descreve a Feira de Saúde de Canelas como um "espaço representativo de outro tipo de atividades da Unidade menos convencionais, atividades de outras unidades do ACES e, também, de atividades de associações e/ou particulares da nossa vila. Exemplo disto é a demonstração de acupuntura, osteopatia, tai-chi, bem como a presença de elementos de ginásio, ótica e clínicas privadas.”

Rumo à certificação/acreditação

Sobre o futuro do Encontro de Saúde de Canelas, e após finalmente ser concretizada esta ideia, Manuel Sousa garante que "toda a equipa está perfeitamente consciente e motivada que este é um projeto para continuar e a partir do próximo ano com responsabilidades acrescidas, dado o sucesso da 1ª edição".

O objetivo é sem dúvida ambicioso: "Queremos fazer deste Encontro, uma tradição na formação na área das ciências da saúde ao nível de Vila Nova de Gaia e mesmo da Região Norte."

O coordenador da unidade adianta ainda que, além de continuar integrada em projetos de investigação, a equipa da USF ambiciona, também, "começar um caminho rumo à certificação/acreditação".



seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir