Jornadas Internacionais de Reumatologia Pediátrica promovem educação médica

“Promover a educação médica e a divulgação de conhecimentos, no âmbito da Reumatologia Pediátrica, e a conexão entre os vários centros nacionais, fazendo uma ligação entre a nossa realidade e as dos outros países, neste caso o Brasil e o Reino Unido”, são, de acordo com Melo Gomes, seu presidente, os principais objetivos das XIV Jornadas Internacionais de Reumatologia Pediátrica, que estão a decorrer estas quinta e sexta-feiras.

Com cerca de 150 inscritos, as jornadas estão, segundo o nosso entrevistado, a corresponder às expectativas. “A sala está cheia e a participação tem sido boa. Este ano, tivemos menos apoios por parte da Indústria Farmacêutica e, apesar disso, conseguimos manter o nível dos anos anteriores”, observa.

É de referir que a iniciativa conta com uma prova de avaliação final de conhecimentos voluntária, o que, na visão de Melo Gomes, são “um valor acrescido do ponto de vista curricular”.

“Quem ficar em primeiro lugar recebe um diploma e um prémio simbólico”, refere, concluindo tratar-se de umas jornadas de atualização e divulgação com avaliação final de conhecimentos e com envolvimento da sociedade civil, através da participação, na organização e no secretariado, da Associação Nacional de Doentes com Artrites e outros Reumatismos da Infância (ANDAI).

Imprimir