Jovens alertam deputados para a necessidade de prevenção do VIH/SIDA

No âmbito da campanha “VIH/SIDA em Portugal - 30 anos: refletir e agir", a Direção-Geral da Saúde leva a cabo, no dia 13 de fevereiro, Dia Internacional do Preservativo, uma ação de distribuição de preservativos e folhetos aos Deputados dos diferentes grupos parlamentares.  A iniciativa tem início pelas 14h30 e realiza-se na escadaria da Assembleia da República, em frente à entrada principal.

Está confirmada a presença de Teresa Caeiro, Vice-Presidente da Assembleia da República, Mª Antónia Almeida Santos, Presidente da Comissão de Saúde, Ricardo Baptista Leite, do PSD, Elza Pais, do Partido Socialista, João Semedo, do Bloco de Esquerda, Carla Cruz do PCP e José Luís Ferreira, do PEV, entre outros. Foi também convidada a comparecer Assunção Esteves, Presidente da Assembleia da República.

Os preservativos vão ser distribuídos por representantes das várias organizações não-governamentais ligadas ao VIH/SIDA e por jovens entre os 16 e os 23 anos. Vestidos com t-shirts alusivas à Campanha 30 anos VIH/SIDA, os mais jovens vão dar o exemplo, alertando os deputados para a importância do uso do preservativo na prevenção da infecção pelo VIH/SIDA, bem como para a realização do teste.

A taxa de incidência da infecção VIH/Sida em Portugal é a mais elevada da Europa Ocidental. O relatório mais recente da ONU, aponta para cerca de mais de 46 milhões de pessoas infectadas em todo o mundo. No nosso país existem cerca de 30 mil casos diagnosticados.

Imprimir