Marcação de consultas online é uma das novas valências do Portal do Utente

O Ministério da Saúde, através do Portal do Utente, apresentou recentemente novas funcionalidades online que facilitam a gestão da informação de saúde dos utentes. Para dar a conhecer o modo de funcionamento e estimular o acesso, a SPMS - Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, EPE  promove, entre os dias 27 e 31 de janeiro, um roadshow que irá percorrer centros de saúde e hospitais de todas as capitais de distritos de Portugal continental.

Assentes numa base tecnológica intuitiva, as novas funcionalidades favorecem a partilha de informação entre doentes e profissionais  de saúde bem como com o próprio Serviço Nacional de Saúde, facilitando a troca de dados clínicos e acelerando processos para os utentes. Para aceder às funcionalidades basta efetuar o registo no Portal do Utente, um processo rápido e de fácil concretização. Com o recurso ao leitor do cartão do cidadão é possível aceder a todos os novos serviços, em ambiente de maior segurança. A partilha de dados depende da autorização do utente.

Para promover o conhecimento das novas valências e favorecer a adesão aos mesmos por parte da população irá decorrer em todo o continente uma campanha de divulgação que permitirá esclarecer dúvidas. Durante a campanha uma equipa de profissionais irá disponibilizar, através do recurso a tablets, o acesso ao site e apoiar o processo de registo. Aos utentes que concluírem este primeiro passo será oferecido o leitor do cartão de cidadão.

Entre os serviços disponíveis no Portal do Utente, destaca-se a marcação e o cancelamento de consultas para o utente ou membros do agregado familiar e a gestão da informação clínica, tal como medicação regular, doenças crónicas, resultados de exames, níveis de tensão arterial, colesterol, entre outros. A plataforma permite também partilhar estes dados com os profissionais de saúde, facilitando o acesso à informação em caso de necessidade. É possível ainda solicitar a renovação de receituário crónico, consultar a posição na lista de espera e tempo de espera previsível para cirurgia ou definir contactos de emergência.

Para o Professor Henrique Martins, presidente do conselho de administração da SPMS, “a aposta nesta reformulação do Portal do Utente enquadra-se numa estratégia de disponibilização de serviços online que beneficiam o utente.

Esse benefício é conseguido através de uma maior partilha de informação dentro do SNS e de um papel mais ativo do cidadão no controlo dos seus índices de saúde.”  Segundo o mesmo responsável, a tecnologia oferece boas oportunidades para “melhorar o acesso aos serviços de saúde, promovendo a rapidez e eficiência dos processos, assim como melhorar a comunicação entre entidades, oferecendo tanto ao utente como ao profissional de saúde uma visão global da saúde do utente”.

Imprimir



Siga-nos no Instagram