Monte Real recebeu a Reunião dos Grupos de Estudo de Ecocardiografia, Doenças Valvulares e Cirurgia Cardíaca

Decorreu, ao longo dos dias 7 e 8 de fevereiro, no Palace Hotel Monte Real, a Reunião Anual Conjunta dos Grupos de Estudo de Ecocardiografia, Doenças Valvulares e Cirurgia Cardíaca. O encontro reuniu cerca de 200 participantes e em destaque estiveram temas como a cirurgia minimamente invasiva e o intervencionismo terapêutico.

"Até há uns anos, o papel da ecocardiografia e dos métodos era, sobretudo, efetuar o diagnóstico mas, atualmente, é também o de auxiliar os cardiologistas intervencionistas e os cirurgiões a colocar os dispositivos a nível intracardíaco e a otimizar os resultados" afirmou Ana Galrinho, coordenadora do Grupo de Estudo de Ecocardiografia.

Para Adelino Leite-Moreira, coordenador do Grupo de Estudo de Cirurgia Cardíaca, a reunião "dá sentido ao conceito de heart team, em que para o tratamento do doente é importante que cardiologistas, clínicos de intervenção e cirurguões cardíacos se reúnam para encontrar o melhor tratamento".

De acordo com Cristina Gavina, coordenadora do Grupo de Estudo de Doenças Valvulares, "esta reunião tem como objetivo apresentar os últimos avanços nesta área, assim como dar a conhecer as experiências dos diferentes centros portugueses de forma a uniformizar e homogeneizar as práticas a nível nacional".

Imprimir