Naide Gomes partilha experiência profissional

Naide Gomes, um dos nomes mais reconhecidos do atletismo português, vai estar à conversa com Hugo Belchior, CEO da Bwizer, na quarta edição do Carreer Talks. O evento realiza-se nas instalações da Bwizer, no Porto, dia 22 de fevereiro às 18h30, e é aberto a profissionais de saúde e a todos os interessados em conhecer a carreira da conceituada atleta. O valor simbólico cobrado à entrada reverte na totalidade para fins solidários.

Naide Gomes conta, no seu percurso profissional, com quatro medalhas de ouro, cinco de prata e uma de bronze em competições internacionais.A atleta é a quarta convidada do Carreer Talks, uma rubrica criada pela Bwizer, que "se assume como uma viagem à essência do percurso profissional de referências nacionais nas áreas da saúde e do desporto". Num registo descontraído e informal, espera-se que os entrevistados possam partilhar a sua experiência e o seu percurso de vida com uma audiência de estudantes e profissionais da área da saúde, que têm a oportunidade de intervir e colocar questões aos entrevistados.

A conversa, conduzida por Hugo Belchior – CEO Bwizer, terá a duração de cerca de uma hora e inicia-se às 18h30, nas instalações da Bwizer, no Porto. Os 5 euros pagos à entrada revertem na totalidade para apoiar a Associação Salvador, que tem como missão promover a integração das pessoas com deficiência motora na sociedade e melhorar a sua qualidade de vida. As inscrições podem ser feitas aqui.



Naide Gomes compete pelo Sporting Clube de Portugal desde 1998: começou nas Provas Combinadas (pentatlo e heptatlo) mas acabou por especializar-se em salto em comprimento. Representou Portugal pela primeira vez em 2002, em Viena, onde obteve a medalha de prata em Pentatlo e bateu o recorde nacional. Em 2010 conquistou a medalha de prata no Campeonato do Mundo de Pista Coberta, no Qatar. Atualmente é uma das atletas mais respeitadas em Portugal, e, apesar de ter estado afastada das competições Olímpicas por motivos de lesão, continuar a ser a grande esperança nacional no salto em comprimento.

Imprimir