Nova presidente da SPAIC empenhada em envolver os jovens imunoalergologistas nos grupos de trabalho da Sociedade

Elisa Pedro, imunoalergologista do Centro Hospitalar Lisboa Norte, é a nova presidente da Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica. Na cerimónia de tomada de posse, que se realizou esta segunda-feira, fez questão em deixar claro que é intenção desta Direção envolver os jovens imunoalergologistas nos vários grupos de trabalho da SPAIC:

"É intenção desta direção incluir um Jovem Imunoalergologista (JIP) em cada Grupo de Interesse para trabalhar diretamente com o coordenador e o secretário de modo a envolver mais os jovens nestes grupos de trabalho".



Essa já foi, aliás, a estratégia seguida pelo seu antecessor, Luís Delgado, do Centro Hospitalar de São João, que, de acordo com a nova presidente, “estabeleceu uma ligação forte com os grupos de interesse e os jovens imunoalergologistas, chamando-os a colaborar na elaboração dos programas científicos das reuniões e criando programas de formação especiais para jovens”.

Continuar a promover o crescimento da SPAIC

Relevando o profissionalismo e o rigor científico e ético do presidente cessante, Elisa Pedro sublinhou que, na qualidade de vice-presidente, “foram três anos de trabalho em conjunto com o Prof. Luís Delgado”. E recordou a “aposta forte” na promoção da produção científica dos associados da SPAIC e na sua “divulgação na área médica nacional e internacional e também no melhor conhecimento das doenças alérgicas e da Imunoalergologia pelo público em geral”.

Fundada em 10 de julho de 1950, como Sociedade Portuguesa de Alergia, a SPAIC verá consolidado, no próximo triénio, o seu “crescimento e notoriedade”. Esse foi um dos objetivos referidos por Elisa Pedro, frisando que, no fundo, “será a continuação do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido”.



“A especialidade do futuro”

Na cerimónia de tomada de posse da nova Direção, que decorreu na sede da SPAIC, em Lisboa, e que foi conduzida por Ana Todo-Bom, presidente cessante da Assembleia-Geral, foi também salientada a importância de se continuar a desenvolver um esforço de interligação com outras sociedades nacionais e estrangeiras.

Em declarações à Just News, Elisa Pedro afirmou ser a Imunoalergologia “a especialidade do futuro”, considerando o aumento global das doenças alérgicas, em que o meio ambiente está envolvido, e o facto de percorrerem toda a vida do indivíduo, da infância ao adulto.



Aquela responsável acrescentou que se trata de “doenças multissistémicas, com o envolvimento de vários órgãos”, podendo estar implicados fatores tão diversos como alimentos, medicamentos ou até insetos e que nalguns casos originam um desfecho fatal.

Luís Delgado com a nova Direção da SPAIC: Rodrigo Alves, Pedro Martins, Elisa Pedro, João Fonseca, Manuel Branco Ferreira, Emília Faria e Ana Morête.

Quanto ao futuro, “os progressos que se têm verificado nestes últimos anos fazem antever que vamos assistir ao desenvolvimento de novos fármacos, novas terapêuticas e novas técnicas de diagnóstico”.

 




Direção e Corpos Sociais da SPAIC

Triénio 2017/2019

 

DIREÇÃO

 

Presidente:

Elisa Pedro

 

Vice-presidentes:

Emília Faria

João Fonseca

Pedro Martins

 

Secretário-geral: Manuel Branco Ferreira

 

Secretário-geral adjunto: Ana Morête

 

Tesoureiro: Rodrigo Alves

 

MESA da ASSEMBLEIA-GERAL

 

Presidente: Rita Câmara

 

Vice-presidente: Ângela Gaspar

 

Secretário: Daniel Oliveira

 

COMISSÃO VERIFICADORA de CONTAS

António Loureiro

José Alberto Ferreira

Amélia Spínola Santos

Imprimir