ORL da CUF Descobertas celebra 18 anos: «É um crescimento impressionante»

No ano em que o Hospital CUF Descobertas, em Lisboa, assinala 18 anos, o coordenador do Serviço de ORL, José Saraiva, fez um balanço “muito positivo”.

“Nunca parámos de crescer em atividade assistencial, mas também na formação e na investigação”, disse na sessão de abertura das Jornadas Otorrinolaringologia – Infeções em ORL, organizadas pelo Serviço, nos dias 8 e 9 de novembro, no auditório do Centro de Conhecimento do Hospital.



Falando de números, José Saraiva disse mesmo tratar-se de um "crescimento impressionante” e apresenta alguns dados:

“Em 2019, já realizámos 22.747 consultas, 15.200 exames complementares e de diagnóstico e foram operados 951 doentes. Comparando com 2018, aumentámos 23% nas consultas e 25% nas intervenções cirúrgicas.”


José Saraiva

Para o responsável, o sucesso deve-se “à equipa de médicos, enfermeiros, técnicos e administrativos, assim como ao apoio permanente da administração do hospital”. Ao longo dos 18 anos, um dos marcos foi o reconhecimento, pela Ordem dos Médicos, de idoneidade formativa, o que permitiu receber internos.

José Saraiva não ficou pelos números e anunciou alguns projetos para 2020, nomeadamente a entrada de mais um interno de formação específica em ORL, ações no âmbito dos dias mundiais da Audição e da Voz, o lançamento de um livro e a abertura de consultas de subespecialidade e multidisciplinares.


Jorge Spratley, Pedro Bastos, Artur Condé, João Paulo Farias e José Saraiva

Homenagem a Maria João de Mello que “sempre apoiou e motivou a equipa”

No decorrer da sessão de abertura, José Saraiva relembrou ainda o papel de Joaquim Gouveia, que foi diretor clínico do hospital e um dos impulsionadores do Serviço de ORL e que faleceu no passado dia 5 de novembro.

Outro momento marcante foi a homenagem a Maria João de Mello, que foi, até recentemente, administradora do Hospital CUF Descobertas. “Sempre apoiou e motivou a equipa do Serviço de ORL.”

Quem também proferiu algumas palavras a Maria João de Mello foi Artur Condé, presidente do Colégio da Especialidade de ORL da Ordem dos Médicos.



De acordo com o médico, “esta homenagem faz todo o sentido, porque quem entra neste hospital vê efetivamente uma unidade de saúde moderna, com pessoas competentes e que tem, além da atividade assistencial, um importante papel formativo".

Artur Condé recorda mesmo que este Serviço de ORL foi "um dos primeiros no setor privado a receber internos.”

O responsável enalteceu ainda a qualidade do internato. “O Dr. José Saraiva tem a capacidade e honorabilidade de dizer que só consegue formar um interno a cada 2 anos. É uma atitude mestra, honesta, de uma pessoa de caráter e que se preocupa efetivamente com a formação e não tanto com a produção.”



Jorge Spratley, presidente da Sociedade Portuguesa de Otorrinolaringologia e de Cirurgia da Cabeça e do Pescoço (SPORL-CCP), considerou as Jornadas como “um clássico da ORL”, tendo realçado os cursos hands-on que decorreram no segundo dia no Hospital CUF Descobertas, no Hospital de Santa Maria e no Instituto de Anatomia da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa.

Interveio ainda João Paulo Farias, da direção clínica do hospital, tendo realçado o trabalho da equipa de ORL ao longo de 18 anos, considerando mesmo que tem sido “um exemplo”.



Pedro Bastos, administrador do hospital, também marcou presença, dando realce ao espaço em que se realizou o evento. “É o segundo evento que acontece no Centro do Conhecimento do Hospital CUF Descobertas, um espaço de partilha.”

As Jornadas tiveram o patrocínio científico da SPORL-CCP.


seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir