Paulo Macedo afirma que “o maior esforço tem sido pedido à Indústria Farmacêutica”

“Não tenhamos dúvidas o maior esforço foi pedido na redução das margens – que não em quantidades, como está demonstrado quer em matéria hospitalar, quer em matéria de ambulatório. O maior esforço tem sido pedido à Indústria Farmacêutica”, declarou Paulo Macedo, ministro da Saúde, esta manhã no âmbito da X Conferência Industria Farmacêutica “Saúde e Ciência em Tempo de Crise”.


E acrescentou: “Espero que se torne estrutural a possibilidade de (ter) acordos com a Indústria Farmacêutica. Fizemos acordos nos anos anteriores e estamos a negociar para este ano.”


Na sua intervenção, Paulo Macedo fez um balanço das medidas concretizadas pelo Ministério nos últimos dois anos, sublinhando, entre outros aspetos, que em matéria do medicamento foi aprovada a prescrição por principio ativo e o preço dos medicamentos passou a ser fixado por referencia internacional, o que permite a Portugal ter dos preços mais baixos da União Europeia.


A X Conferência Indústria Farmacêutica realizou-se dia 30 de janeiro e foi promovida pelo Diário Económico e pela Merck Sharp & Dohme.

Imprimir