Presidente da Sociedade de Hipertensão considera que «médicos de família são o pilar da Saúde»

O presidente da Sociedade Portuguesa de Hipertensão (SPH), Mesquita Bastos, considera os médicos de família como os pilares da Saúde, atribuindo-lhes um papel fundamental no acompanhamento e na prevenção da hipertensão.


“São o pilar da Saúde, são os nossos interlocutores privilegiados”, sublinhou Mesquita Bastos, no último dia de trabalhos do 19.º Congresso Nacional de Medicina Geral e Familiar, que decorreu em Viseu, e no qual participou em representação da SPH, consolidando assim a relação de proximidade que existe entre esta sociedade e a Associação Portuguesa de Medicina e Geral e Familiar (APMGF).




“Esta é uma relação que está nos corpos diretivos. Não é um relacionamento de empatia, é uma relação de existência”, afirma, referindo-se ao facto de José Carlos Marinho, especialista em MGF, ser um dos secretários-adjuntos da SPH.




Mesquita Bastos reconhece que a grande fatia de hipertensos que existe em Portugal é acompanhada pelos médicos de família, o que justifica a proximidade. Daí que a MGF tenha também um lugar de destaque nos congressos da SPH e nos cursos de pós-graduação.


E daí que conte também com os médicos de família para dar continuidade à luta contra o consumo excessivo de sal, junto da população adulta e das crianças, uma das prioridades do mandato que Mesquita Bastos assumiu este ano.

Imprimir