KRKA

Prevenção da covid-19: equipa do ACES Douro Sul já foi a 36 lares dar formação a profissionais

Ao todo foram 36 os lares de 8 concelhos do distrito de Viseu que beneficiaram com a criação da APLar, uma equipa multidisciplinar criada para acompanhar os idosos institucionalizados em tempo de pandemia.

O projeto intitulado "Atuação Preventiva em ERPI COVID-19", do ACES Douro Sul, foi galardoado com o Prémio Healthcare Excellence – Edição Especial Covid-19, durante a 8.ª Conferência de Valor da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares (APAH), que decorreu, entre 19 e 23 de outubro, maioritariamente online.



Na cerimónia de atribuição do prémio, a Equipa de Atuação Preventiva em Lares, criada em abril para este propósito específico, esteve representada pelo enfermeiro João Barreira e pelo técnico superior de Saúde Ambiental Rui Clemêncio. Este grupo de trabalho reúne 15 profissionais, que têm desenvolvido a sua atividade sob a orientação da vogal de Enfermagem do Conselho Clínico e de Saúde, Edite Rocha Carvalho Pinto.


João Barreira e Rui Clemêncio

Este ano, a iniciativa da APAH distinguiu projetos que foram desenvolvidos nos últimos meses para darem resposta às necessidades da população em plena pandemia, tendo contado com a parceria do farmacêutica Abbvie.

A equipa do APLar integra médicos especialistas em Saúde Pública, enfermeiros especialistas em Saúde Comunitária, técnicos de Saúde Ambiental, entre outros profissionais, que visitaram 36 ERPI (Estruturas Residenciais para Idosos) de 8 concelhos do distrito de Viseu. A iniciativa envolveu já 1169 profissionais, que prestam cuidados a cerca de 1600 utentes.



O objetivo foi identificar as não conformidades, avaliando as necessidades existentes, para que fossem delineadas e apresentadas recomendações aos responsáveis, com o intuito de se reduzir o impacto da doença covid-19.

Foram ainda realizadas ações e formações teóricas e práticas em diversas áreas, tais como procedimentos básicos de organização das estruturas, utilização de equipamentos de proteção individual, cumprimento da etiqueta respiratória e higienização dos espaços e equipamentos.

No dia seguinte à notícia de atribuição do prémio, a Direção Executiva do ACeS Douro Sul fez questão de destacar "os profissionais que integraram a equipa e todos os outros, porque todos contribuiram para este sucesso", sublinhando: "O trabalho de qualidade e as boas práticas foram reconhecidas!".



Menções honrosas para CHUSJ e SPMS

Esta não foi a única entidade a ser distinguida com o Prémio. Foram ainda entregues duas Menções Honrosas. A primeira foi para o Centro Hospitalar Universitário de São João, pelo desenvolvimento da “Plataforma de Monitorização das Infeções por Covid-19”.

Em tempo real, é possível caracterizar os casos de infeção nas diferentes áreas geográficas de cobertura do CHUSJ e fazer uma previsão, de 7 dias, de possíveis novas infeções e do número de doentes internados ou de óbitos. As principais mais-valias são a gestão dos recursos e o ajustamento do plano de contingência.

A 2.ª Menção Honrosa foi atribuída aos atribuída aos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SMPS), pelo projeto “Autoreport & Trace Covid-19”. O projeto, que comtempla duas soluções digitais integradas, permite o registo dos sintomas por parte dos cidadãos e a vigilância e monitorização dos utentes diagnosticados ou suspeitos de covid-19.



Jornal distribuído em todas as unidades de cuidados primários do SNS. 
Porque as boas práticas merecem uma ampla partilha entre profissionais!

seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir


Próximos eventos

Ver Agenda