Jornal das Jornadas SOLAMER e XXXII Jornadas Internacionais de Estudos da Reprodução

“Numa sociedade em que se valoriza cada vez mais a língua inglesa, insistimos em cultivar a diversidade e a riqueza do nosso património linguístico e cultural. A ciência não se esgota numa língua, apesar de se reconhecer a vantagem de uma comunicação universal”, afirmou Teresa Almeida Santos, presidente da Sociedade Portuguesa de Medicina da Reprodução (SPMR), na sessão de abertura das Jornadas SOLAMER e XXXII Jornadas Internacionais de Estudos da Reprodução.

De acordo com a presidente da SPMR, o espírito destas Jornadas é um pouco diferente do das edições anteriores, sendo a primeira vez que a SPMR acolhe as Sociedades Latinas de Medicina da Reprodução (SOLAMER), que periodicamente organizam eventos científicos "em que todos se entendem porque... cada um fala a sua língua de origem latina", explica Teresa Almeida Santos. O desafio de acolher as Jornadas SOLAMER foi lançado em conjunto com Philippe Velez de la Calle, presidente da Sociedade Francesa de Medicina da Reprodução.

Imprimir