Jornal do X Congresso Nacional de Psiquiatria (14 de novembro)

“A comunidade psiquiátrica portuguesa está bem viva, ativa e de olhos postos no futuro”, afirmou Carlos Ramalheira, presidente do X Congresso Nacional de Psiquiatria, na sessão inaugural do evento, salientando a passagem por Vilamoura de mais de 800 congressistas. Para o psiquiatra, o tema central do Congresso – “Qual o futuro da Psiquiatria?” – tem, “num mundo sujeito a mudanças cada vez mais profundas e rápidas, indiscutível pertinência”.

Maria Luísa Figueira, presidente da Sociedade Portuguesa de Psiquiatria e Saúde Mental (SPPSM), salientou, na sessão de abertura, o facto da Sociedade celebrar este ano o seu décimo aniversário, "após a sua renovação feita em 2004, há precisamente 10 anos".

A fechar, o Quarteto da Orquestra Clássica do Centro proporcionou a todos os que estavam presentes um momento musical.



Nesta segunda edição diária do Jornal do X Congresso Nacional de Psiquiatria, é publicada uma reportagem sobre a Associação de Doentes Depressivos e Bipolares (ADEB), onde se aprende a viver com um problema de saúde que ainda é estigmatizado pela sociedade. Entrevistado pelo Jornal do Congresso, Delfim Oliveira, presidente da ADEB, refere que tinha 40 anos quando foi diagnosticado com doença bipolar.


Algumas atividades desenvolvidas pela ADEB.

Imprimir



Siga-nos no Linkedin