LIVE Cardiovascular 10 - julho 2016

"Eu costumo referir aos alunos e aos jovens médicos com quem interajo que um médico deve preencher os três vértices de um triângulo constituído por uma atividade clínica, uma atividade de investigação e uma atividade pedagógica", afirma o diretor do Serviço de Cardiologia do Hospital Geral/Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, Lino Gonçalves.

Na sua opinião, "hoje em dia, praticar Cardiologia é muito gratificante. Conseguimos ajudar muito os nossos doentes ao melhorar não só a sua sobrevida, mas também a sua qualidade de vida."


Desde 2011 que o professor catedrático da Unidade Curricular de Cardiologia da Faculdade de Medicina de Coimbra ajuda a impulsionar um projeto de basquetebol inclusivo, destinado a crianças e jovens com trissomia 21. "Além dos treinos, jogam também, sem qualquer problema, com outras equipas de jovens e isso é benéfico para todos", afirma.


Imprimir