LIVE Medicina Física e de Reabilitação 14 - janeiro/abril 2020

A sobrecarga da atividade assistencial não tem impedido que a equipa do Serviço de Medicina Física e de Reabilitação do Centro Hospitalar Lisboa Ociental (CHLO) se envolva em trabalhos de investigação. Ao sacrifício das horas extra segue-se a satisfação por se conseguir prestar melhores cuidados de saúde e promover um Serviço mais inovador.

Estamos a falar de um único Serviço, que está dividido em três polos, localizados em diferentes hospitais, e que dispõe de apenas 5 fisiatras, outros tantos internos de formação específica, 35 fisioterapeutas, duas terapeutas da fala e uma terapeuta ocupacional. É um desafio diário para Cristina Ângelo, 56 anos, gerir o Serviço de Medicina Física e de Reabilitação do CHLO, que abrange os hospitais de São Francisco Xavier (HSFX), de Egas Moniz (HEM) e de Santa Cruz (HSC).

Imprimir