LIVE Medicina Interna 19 - setembro/dezembro 2019

Apesar de desempenhar funções de gestão no hospital a que está ligado, o Centro Hospital e Universitário de Coimbra, Jorge Crespo, tesoureiro da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna, diz que, acima de tudo, é internista.

Satisfeito com a evolução da transversalidade hospitalar da Medicina Interna nos últimos anos, sublinha a sobrecarga de trabalho destes especialistas e acredita que a diminuição das idas desnecessárias às urgências terá de passar por uma maior proximidade com os cuidados de saúde primários (CSP).  

Imprimir