ICPA: «Aqui, as pessoas são atendidas independentemente das suas capacidades financeiras»

Muito focado numa Medicina Preventiva, o Instituto de Cardiologia Preventiva de Almada (ICPA), concilia, no seu edifício do Monte da Caparica, o área Clínica - com praticamente todas as especialidades médicas - com a da Prevenção, Saúde e Bem-Estar. "Intervir na comunidade, prestando cuidados de saúde à população" é, segundo Rita Andrade, administradora do ICPA, o objetivo fundamental que move esta Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS).

De acordo com a nossa entrevistada, o ICPA regeu-se, desde sempre, pela filosofia de ajudar o próximo, estando aberto àqueles que têm maiores dificuldades financeiras.

“Aqui, as pessoas são de certeza atendidas, independentemente das suas capacidades financeiras. Temos condições, espaço, qualidade e bons profissionais”, afirma Rita Andrade, mencionado serem estas algumas das características que fazem do ICPA uma instituição “diferente”.

“Os lucros são reinvestidos na empresa. Não há sócios com entrada de capital, não havendo, por isso, retribuição do capital investido”, explica Rita Andrade, ao referir que a gestão do Instituto é efetuada como se de uma empresa, não IPSS, se tratasse. “Temos objetivos, planos e estratégias.”

Rita Andrade recorda que o ICPA teve início apenas numa ótica de Cardiologia. Contudo, é hoje, e sobretudo após a abertura da clínica do Monte da Caparica, multidisciplinar, estando dotada de praticamente todas as especialidades.

Da vontade e do saber do cardiologista Manuel Carrageta, em conjunto com outros médicos, nasceu em junho de 1990 o ICPA, que desenvolvia consultas e exames de Cardiologia e Clínica Geral. Em 1993, os responsáveis decidiram alargar o âmbito de ação a outros pontos do País, abrindo também uma delegação em Beja e, posteriormente, em Lisboa.

Em 2009, deu-se início à construção do edifício da clínica do Monte da Caparica, que permitiu ao instituto alargar a sua área de atuação a novos projetos da Medicina Preventiva. A população tem assim ao seu dispor, desde 2011, a melhor tecnologia e atendimento.

Estas novas instalações estão situadas num local onde se verificava alguma carência a este nível e, no entender de Rita Andrade, são uma mais-valia para esta população.

A reportagem pode ser lida, na íntegra, em formato e-paper:


Reportagem publicada na edição especial de LIVE Cardiovascular, dedicada às 30as Jornadas de Cardiologia, HTA e Diabetes de Almada, evento que decorreu entre os dias 15 e 17 de janeiro.

Imprimir



Siga-nos no Instagram