Opinião

Hipotiroidismo: O que é?

Isabel Manita

Endocrinologista Serviço de Endocrinologia e Diabetes do Hospital Garcia de Orta

Isabel Manita
Endocrinologista.
Serviço de Endocrinologia e Diabetes do Hospital Garcia de Orta.

Hipotiroidismo é o tipo mais frequente de doença da tiróide e afeta dez vezes mais mulheres do que homens, mas os seus sintomas são muitas vezes difíceis de reconhecer, já que se confundem facilmente com sintomas de outras doenças.

Quando a tiróide não produz a quantidade suficiente de hormonas tiróideas – tiróide hipoativa, as células e órgãos começam a funcionar mais lentamente.

Os sintomas do Hipotiroidismo incluem geralmente:

  • Depressão
  • Fadiga/ Sonolência
  • Sensibilidade ao frio
  • Dores musculares e articulares
  • Inexplicável aumento de peso (apesar da dieta saudável e da prática de exercício)
  • Obstipação
  • Períodos menstruais anómalos
  • Problemas de fertilidade
  • Unhas e cabelos fracos e quebradiços
  • Pele seca
  • Inchaço de face, mãos e pés
  • Diminuição da líbido

 

A natureza pouco específica destes sintomas faz com que muitas vezes sejam ignorados. Por exemplo, o aumento de peso – um dos sintomas típicos do Hipotiroidismo é muitas vezes atribuído ao avanço da idade, redução de níveis de atividade física ou ingestão de um maior número de calorias.

O Hipotiroidismo é dez vezes mais frequente nas mulheres, existindo fases em que estas se encontram mais susceptíveis a esta doença.

Estima-se que 5% das mulheres grávidas acabam por desenvolver Hipotiroidismo e 7% das recém mamãs, a quem não foi diagnosticado Hipotiroidismo durante a gravidez, correm o risco de desenvolver problemas de tiróide no primeiro ano, após o nascimento do bebé.

Também as mulheres que experienciam sintomas de fadiga, depressão, períodos menstruais anómalos e distúrbios do sono, durante a menopausa, podem estar a sofrer Hipotiroidismo não diagnosticado.

Durante a gravidez, o Hipotiroidismo representa uma condição muito (retirar a palavra muito) grave e não sendo devidamente tratado pode provocar aborto espontâneo, interferir com o desenvolvimento do bebé no útero, que poderá causar posteriormente problemas de desenvolvimento físico e cognitivo nas crianças e provocar o parto prematuro ou causar hipertensão na mãe.

 

Diagnóstico e Tratamento


O Hipotiroidismo é diagnosticado através de uma análise sanguínea simples e rápida. Uma vez diagnosticado, o tratamento é bastante eficaz, permitindo à maioria dos doentes levar uma vida normal.

A escolha do tratamento depende da gravidade da doença, idade do doente e a existência de outras condições clínicas. A levotiroxina constitui o tratamento de eleição  no caso de produção insuficiente de hormonas tiroideias.

Imprimir