António Barbosa afirma que “a área dos Cuidados Paliativos está cada vez mais forte”

“Esta manhã ficou bem claro que a área dos Cuidados Paliativos está cada vez mais forte, no sentido em que há investigação profunda nesta área”, afirma António Barbosa, diretor do Centro de Bioética da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (FMUL) e do Núcleo de Cuidados Paliativos do Centro de Bioética, à margem do workshop “Investigação em Cuidados Paliativos”, que decorre hoje, na Aula Magna da FMUL.

E indica: “As comunicações foram bem evidentes dessa qualidade de investigação muito comparável a qualquer país civilizado, o que indica que estamos no bom caminho. É com muito orgulho que assisti à discussão destes trabalhos.”

Neste workshop foram postas a público algumas investigações em curso que estão a dar origem a projetos de doutoramento e de mestrado. No decorrer da tarde, os participantes trabalham alguns aspetos relacionados com a investigação em organização de serviços.

António Barbosa observa que, todos os anos, é dedicado um dia à investigação nesta área, organizado no âmbito da Cátedra da Formação Calouste Gulbenkian/FMUL em Cuidados Paliativos, com o intuito de “celebrar a frutuosa colaboração da Fundação com a Faculdade”.

Imprimir