Cancro da cabeça e pescoço: campanha europeia decorre esta semana

Segundo Ana Castro, presidente do Grupo de Estudos de Cancro da Cabeça e Pescoço (GECCP), “muitas vezes fala-se em cancro da cabeça e pescoço e as pessoas não reconhecem. Não sabem onde se localiza, quais os sinais e sintomas, fatores de risco, etc."

Assim, com a realização da Semana Europeia de Luta Contra o Cancro da Cabeça e Pescoço, "o nosso objetivo, ano após ano, é aumentar o grau de sensibilização de todos sem exceção, de forma a diminuirmos o número de casos deste tipo de cancro", refere a médica oncologista.

Esta iniciativa da Sociedade Europeia de Cabeça e Pescoço, que decorre entre 18 e 22 de setembro, é dinamizada em Portugal pelo GECCP. O evento tem este ano como tema central: “Apoiar os Sobreviventes” e, como é habitual desde a criação do GECCP, tem o apoio da Associação dos Amigos dos Doentes com Cancro Oral – ASADOCORAL.


Profissionais de saúde e doentes juntos por uma causa: “Apoiar os Sobreviventes”  

"Passar uma mensagem positiva"

Uma vez que existe um crescente número de sobreviventes de cancro, "é preciso ajudar estas pessoas a retomar as suas vidas", refere o GECCP. Neste sentido, através desta campanha, "pretende-se sensibilizar a população, media e órgãos decisores para as necessidades dos sobreviventes, mas também passar uma mensagem positiva àqueles que acabam de ser diagnosticados".

É ainda recordado que, anualmente, em Portugal, o cancro da cabeça e pescoço mata 3 portugueses por dia, "número que pode diminuir quando o diagnóstico é feito numa fase inicial da doença".

Por isso, ao longo desta semana, o GECCP e a ASADOCORAL sublinham a importância de desenvolver iniciativas de sensibilização "que visam informar e alertar para a necessidade de reconhecer sinais e sintomas da doença e formas de prevenção".

Cada dia da semana é dedicado a um tema específico. Assim, e após o lançamento na segunda-feira, o "Dia do Parlamento", na terça, consiste numa ação de sensibilização na Assembleia da República. No dia seguinte, e no âmbito do "Dia do Diagnóstico Precoce", realiza-se uma ação na Estação de Metro da Trindade, no Porto, dirigida à população e geral. 

Na quinta e sexta-feira, as atividades são dedicadas a um público mais específico. No dia 21, "Dia da Educação", a Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto acolhe uma sessão de formação sobre os sinais e sintomas do cancro da cabeça e pescoço, destinada a alunos de Medicina Dentária.

Intitulado "Dia dos Cuidados Multidisciplinares", o último dia da campanha consiste numa ação dirigida a especialistas de Medicina Geral e Familiar (MGF), realizada em parceria com a Administração Regional de Saúde do Norte.



As várias iniciativas previstas enquadram-se na campanha europeia “The Make Sense Campaign”, realizada pela European Head and Neck Society (EHNS), onde estão envolvidos países como Espanha, Itália, Alemanha, França, Inglaterra e Portugal.

Imprimir


Médicos de família assinalam Dia Mundial da Asma 2019 na Sertã