Cardio-Oncologia: uma área «em fase de crescimento exponencial»

O Curso Pós-Graduado de Atualização em Cardio-Oncologia foi um sucesso e contou com mais de 70 profissionais de diferentes especialidades, que se reuniram para debater esta área que, de acordo com cardiologista Manuela Fiuza se encontra em fase de grande crescimento.

“Estamos na era dourada no que respeita às novas terapêuticas oncológicas e vamos, com certeza, dar a volta ao tratamento do cancro, tornando-o numa doença controlável, crónica”, considera Manuela Fiuza, codiretora e corresponsável do Curso Pós-Graduado de Atualização em Cardio-Oncologia, que se realizou na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa.



“Estes novos fármacos provocam efeitos adversos sobre o coração. Daí termos de ter muita atenção e considerarmos essencial fazer o ponto da situação e falarmos do estado da arte destas novas terapêuticas”, afirma.

Além disso, acrescenta, os bons efeitos da terapêutica, ao permitirem que as pessoas sobrevivam mais tempo, fazem também com que venham a desenvolver, mais tarde, problemas cardíacos.


Intervenientes na sessão de Onco-Cardiologia: Isabel Fernandes, Leonor Ribeiro, Maria Rita Dionisio, Ana Rita Sousa e Manuela Fiuza

“Esta é uma área do conhecimento em fase de crescimento exponencial. Traduz-se na existência de uma consulta de Cardio-Oncologia em pleno funcionamento, de um programa de formação pré e pós-graduada e de trabalhos de investigação básica, translacional e clínica a decorrer”, salienta Manuela Fiuza, coordenadora da Consulta Externa de Cardiologia do CHLN-HSM e professora auxiliar de Cardiologia da FMUL.

No seu entender, “é essencial preparar os profissionais para a realidade, de forma a identificarem e a tratarem estes doentes o mais precocemente possível”.


Intervenientes na sessão de Cardio-Oncologia: Miguel Menezes, Andreia Magalhães, Doroteia Silva, Leonor Ribeiro e Nuno Cortez Dias

Destinado a cardiologistas, oncologistas, radioterapeutas, internistas, clínicos gerais, investigadores, enfermeiros e técnicos de diagnóstico e terapêutica, o curso, que despertou um "enorme interesse", incluiu, no final, um teste de avaliação de escolha múltipla. Segundo Manuela Fiuza, dada a sua grande adesão, a iniciativa "deverá ter continuidade".


Manuela Fiuza e Fausto Pinto

O Curso Pós-Graduado de Atualização em Cardio-Oncologia teve como codiretor e corresponsável o cardiologista Fausto Pinto, diretor do Departamento de Coração e Vasos e do Serviço de Cardiologia do CH Lisboa Norte. A organização foi da Clínica Universitária de Cardiologia.




A notícia completa poderá ser lida numa próxima edição do Hospital Público.

 

seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir