Idílio Gomes é o novo presidente da Sociedade Portuguesa de Ecografia Médica

Promover a definição de critérios de equiparação e de equidade na ecografia é um dos principais pontos defendidos por Idílio Gomes, que tomou posse como presidente da Sociedade Portuguesa de Ecografia Médica (SPEM), no início do mês de maio.

"Criação de mecanismos de regulação da qualidade da ecografia"

Há 30 anos que Idílio Gomes se dedica à ecografia no IPO de Coimbra, onde atualmente é diretor do Serviço de Radiologia. Preocupado com as várias questões relacionadas com a qualidade desta técnica imagiológica, foi um dos fundadores da SPEM, em 2016.

No passado dia 8 de maio tornou-se o novo presidente para o triénio 2021-2024 e tem como principais objetivos a promoção da qualidade ecográfica, quer pela sensibilização e alerta sobre medidas que devem ser tomadas pelas entidades competentes quer pela realização de cursos.

Em declarações à Just News, o responsável adianta: “Queremos estimular a criação de mecanismos de regulação da qualidade da ecografia, já que para uma boa prática clínica é necessário ter especialistas, bons equipamentos e um espaço físico adequado."

De acordo com Idílio Gomes, ainda existem algumas lacunas, que podem por em causa o diagnóstico, ocasionalmente, por não haver “sensibilização por parte de alguns gestores de que é preciso apostar na atualização dos recursos materiais”.


Idílio Gomes

Assegurar que os profissionais "mantêm as competências para a prática da ecografia"

O radiologista menciona mesmo que não se vê uma aposta nesta técnica como noutras, nomeadamente mamografia ou TAC. “Nesses casos, quando se fala de qualidade, está indicado que o equipamento tem de cumprir determinados requisitos. Isso nem sempre é referido na ecografia.”

O novo presidente defende, assim, que as entidades de saúde, nomeadamente, Ministério da Saúde e Ordem dos Médicos, deem particular interesse aos recursos materiais necessários. Mas, mais ainda, à formação e explica porquê:

“A ecografia é uma técnica usada por diversas especialidades e são necessários critérios de equiparação e de equidade, sem as discrepâncias que se veem atualmente, na obtenção do grau de competência.”

Como especifica: “A carga horária deve ser igual para todas as especialidades, sendo importante definir períodos para se fazer prova de que se mantêm as competências para a prática da ecografia.”

Desta forma, não só se melhorava a prestação de cuidados, como “se evitaria a saída de profissionais para os grandes centros urbanos ou até para o estrangeiro, onde têm outras condições”.

Uma carreira dedicada aos utentes do IPO Coimbra

Idílio Gomes é natural do Funchal e licenciou-se em Medicina na Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra. Após o Internato no IPO de Coimbra, foi aí que se manteve até hoje, ao fim de 30 anos, sendo atualmente diretor do Serviço de Radiologia.

Sucede a Francisco Gaivão, na direção da SPEM, um dos pioneiros da ecografia em Portugal e em Coimbra, e que foi diretor do Serviço de Imagiologia do CHUC entre 1998 e 2001.

Corpos Sociais da Sociedade Portuguesa de Ecografia Médica 2021-2024:

Direção

Presidente - Idílio Gomes (Radiologia)
Secretário – Teresa Martins (Endocrinologia)
Tesoureiro – Vitor Pardal (Radiologia)
1.º Vogal – João Capela (Cirurgia)
2.º Vogal – Simão Serrano (Fisiatria)


Assembleia Geral

Presidente – Francisco Gaivão (Radiologia)
Vice-Presidente – Sofia Raposo (Ginecologia)
Secretária – Ana Cláudia (Ginecologia)
1.º Secretário Suplente – Bernardo Matos (Endocrinologia)
2.º Secretário Suplente – Isonda Pires (Radiologia)

Conselho Fiscal
Presidente – Victor Carvalheira (Radiologia)
1.º Vogal – Carlos Rabaça (Urologia)
2.º Vogal – Luís Elvas (Gastrenterologia)
1.º Vogal Suplente – Paulo Correia (Ginecologia)
2.º Vogal Suplente – Jorge Reis (Radiologia)


seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir


Próximos eventos

Ver Agenda