Hospital de Alcobaça comemora 128 anos: «Vamos conseguir uma nova acreditação»

"Hoje homenageamos os colaboradores com 25 anos de casa e os que se aposentaram no último ano", afimou Helder Roque, presidente do Conselho de Administração (CA) do Centro Hospitalar de Leiria (CHL), no Dia do Hospital de Alcobaça Bernardino Lopes de Oliveira (HABLO), que se assinalou esta terça-feira.

O responsável fez também questão de destacar o contributo de todos os colaboradores "para o engrandecimento deste Hospital" e sublinhou: "Temos hoje cuidados hospitalares de qualidade, e há que reconhecer o trabalho e empenho de todos".

Na sua intervenção, Helder Roque destacou os desafios do HABLO. Por um lado, referiu-se ao investimento, assegurando: "Temos vontade em continuar a reabilitar o edifício hospitalar, melhorar a segurança e o conforto, diferenciar serviços e criar novas valências".

Referiu-se igualmente ao processo de reacreditação pela Joint Commission International (JCI): "A qualidade é um imperativo, e todos reconhecemos que foi um desafio difícil, que exigiu muito esforço, mas aliciante, que valeu a pena. Vamos conseguir uma nova acreditação, não nos vamos acomodar, vamos vencer lado a lado."


Licínio de Carvalho, Lúcia Santos, Isabel Costa, Helder Roque, Amélia Ferreira, Isabel Granada e José Pires

"Não somos um mero agregado de unidades hospitalares"

Licínio de Carvalho, vogal executivo do CA, fez questão de também mencionar a importância dos profissionais, "sem os profissionais o HABLO e o CHL não cumpriam a sua elevada missão de cuidar da saúde. E hoje realçamos o trabalho extraordinário dos profissionais que nos orgulhamos de dirigir".

O gestor analisou alguns dos investimento feitos no Hospital de Alcobaça desde a integração no Centro Hospitalar: "Entre 2013 e 2017 investimos 1,7 milhões de euros na recuperação no interior e exterior do edifício, que incluem 800 mil euros na melhoria de serviços, 600 mil euros em diversos equipamentos, especialmente médicos, e 300 mil euros em áreas técnicas, como redes de águas, elétricas, de deteção de incêndios, e climatização, entre outros investimentos e obras".

Na sua opinião, "o elevado estado de degradação do edifício e a política de desinvestimento dos últimos anos tinham deixado este hospital esvaziado".

E, com evidente satisfação pelo trabalho desenvolvido, acrescentou: "Juntos deitámos mãos à obra, melhorámos procedimentos e a estrutura organizativa, investimos em processos alavancados no objetivo exigente da acreditação, e hoje o HABLO é acreditado pela JCI, que reconhece a qualidade, segurança e humanização dos melhores hospitais do mundo."

"HABLO é CHL, e CHL é HABLO, não somos um mero agregado de unidades hospitalares, mas sim uma unidade, verdadeiramente um Centro Hospitalar", referiu.

Na quarta vez que se assinala o Dia do HABLO, Licínio de Carvalho falou também dos investimentos previstos, avaliados em 1,5 milhões de euros, nomeadamente para a criação da unidade de cuidados paliativos, que vão "reafirmar o serviço público e o papel essencial do HABLO no desenvolvimento da região que integra".

"Em 2009 estávamos a involuir, a ser esvaziados"

Sandra Almeida, técnica superior do Serviço Farmacêutico do Hospital de Alcobaça, foi a escolhida para este ano partilhar a sua experiência, "naquela que já é uma intervenção tradicional de um colaborador da casa", refere o CHL, em comunicado.

A profissional destacou a "inteligência coletiva" como uma das características principais dos profissionais do HABLO, "a par da humildade e espírito crítico, criatividade, autenticidade, espírito criativo, e o gosto pelos desafios".

Recordou também aquele que terá sido "o período mais triste do HABLO, antes da integração". De acordo com Sandra Almeida, "em 2009 estávamos a involuir, a ser esvaziados. Integrar o CHL foi uma vitória, uma alegria".

Para a profissional, depois do esforço que foi ser acreditado pela JCI, falta envolver mais a comunidade, "dar confiança aos cidadãos de que os cuidados aqui são iguais aos de Leiria" e, para isso, importa muito que "nós, profissionais, sejamos utilizadores dos serviços". 

Uma cultura de qualidade "que queremos manter"

Bilhota xavier, presidente da Comissão da Qualidade e Segurança do Doente, destacou o "entusiasmo dos profissionais do HABLO, empenhados na cultura de qualidade que queremos manter no CHL". Para o também diretor do Serviço de Pediatria, "a excelência e a qualidade são os guias do nosso trabalho, a empatia, a solidariedade, a compaixão".

E, reconhecendo "as carências que existiam no HABLO, estes profissionais abraçaram esta cultura de qualidade com empenho".

Foram dois os colaboradores do HABLO distinguidos pelos 25 anos de serviço, Lúcia Santos e Amélia Ferreira, e dois os colaboradores que se aposentaram no último ano, Isabel Granada e José Pires, que receberam um cartão de acesso vitalício ao HABLO, "para que sintam que são sempre bem-vindos à sua casa", refere o CHL.

seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir