Pneumologia: Prémio SPP/Medinfar distingue trabalho de investigação sobre mesotelioma pleural maligno

Uma equipa integrando elementos de diversos serviços de Pneumologia e de Cirurgia Torácica do Centro e Sul do País ganhou o prémio SPP/Medinfar, destinado a galardoar a melhor comunicação oral do XXXI Congresso de Pneumologia, que decorreu nos últimos dias, no Centro de Congressos Epic Sana, no Algarve.

O júri, constituído por Fernando Barata, que presidiu, Paula Pinto e Mário Marques, diretor médico da Medinfar, escolheu a comunicação “Mesotelioma pleural maligno no Sul do País – Um problema em ascensão”, tendo o prémio sido recebido por Cláudia Guerreiro, do Serviço de Pneumologia do Centro Hospitalar do Algarve (Hospital de Faro).



A comunicação vencedora reporta um trabalho de investigação que envolveu ainda M. Lopes (Serviço de Pneumologia do H. Garcia de Orta); J. S. Silva (Serviço de Cirurgia Torácica do CHLC, H. de Santa Marta); F. Freitas e R. Sotto-Mayor (Serviço de Pneumologia do CH Lisboa Norte); F. Nogueira (Serviço de Pneumologia do CHLO, H. Egas Moniz); A. Mayer (Registo Oncológico Regional Sul); J. Duro da Costa e T. Almodôvar (Serviço de Pneumologia do IPO Lisboa Francisco Gentil).



No XXXI Congresso de Pneumologia, que começou na quinta-feira e terminou este sábado, foi ainda eleita a Direção da Sociedade Portuguesa de Pneumologia para o triénio 2016-2018. A lista de Venceslau Hespanhol, especialista do Centro Hospitalar de São João e professor da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, foi a escolhida pelos membros da SPP, numas eleições muito participadas.

Imprimir