Teresa Mascarenhas assume liderança da Sociedade Portuguesa de Ginecologia

"É uma imensa honra presidir à Sociedade Portuguesa de Ginecologia (SPG), que integro há mais de 20 anos", afirma Teresa Mascarenhas. "Para mim, não é uma mera sociedade, mas uma casa pela qual nutro um profundo respeito e admiração" assegura a nova presidente da SPG, que tomou posse no último fim-de-semana.

Teresa Mascarenhas referiu ainda, na sua intervenção, que “na SPG não tem apenas colegas, mas amigos e profissionais de excelência que primam pela cooperação e pelo espírito de interajuda”.



A médica ginecologista, que vai presidir à Sociedade no triénio 2019-2021, deu ainda a conhecer os objetivos da nova equipa, tendo começado por frisar que irá dar continuidade ao trabalho desenvolvido pelas anteriores direções que são “um legado exemplar, fruto de muito trabalho e dedicação”.

Mas não se fica por aí e a base para todos os projetos será “um espírito aberto e crítico face às inovações e necessidades atuais”, não esquecendo “uma liderança em espírito de diálogo, cooperação e compromisso absoluto entre todos os corpos sociais e restantes membros da SPG”.



Nesse sentido, a nova presidente prevê “muito trabalho e um esforço comum” para os próximos 3 anos. “Estamos perante um grupo de ginecologistas que não baixa os braços e que procura renovar-se e reinventar-se, mantendo-se assim a tradição da SPG de divulgar o conhecimento científico através da investigação, da realização de reuniões científicas e da participação em iniciativas junto das mulheres portuguesas”, apontou.

Para se cumprir os objetivos, a responsável realçou ainda que é “nosso dever entender as necessidades da sociedade atual para exercer o nosso papel de ginecologistas da forma mais profissional e holística; criando uma relação sinergética entre observação científica, tecnologia, inovação e prática médica”.

O sucesso futuro da SPG passa também, segundo disse, pela “união entre gerações de ginecologistas, aliando o conhecimento, a experiência e a avidez”.

Teresa Mascarenhas deixou ainda algumas palavras à direção anterior de Fernanda Águas, durante os últimos seis anos. “É uma amiga do coração, sem dúvida; agradeço o muito que fez pela SPG, tendo contribuído de forma ímpar para que a mesma tivesse atingido um patamar de excelência de que todos nos orgulhamos.”

Responsável pela Unidade de Uroginecologista do Centro Hospitalar Universitário São João, Teresa Mascarenhas acumula ainda os cargos de Professora na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto e de Coordenadora da Ginecologia/Obstetrícia do Instituto CUF Porto.
 

Elementos dos Órgãos Sociais da SPG 2019-2021


seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir