Universidade de Lisboa debate a investigação clínica nos centros hospitalo-universitários

Subordinada ao tema “Centros Hospitalo-Universitários & Investigação Clínica”, terá lugar, esta sexta-feira, no Instituto para a Investigação Interdisciplinar da Universidade de Lisboa (3Is@ULisboa), a primeira conferência do Ciclo de Conferências “ÁGORA - Ciência e Sociedade | 2015-2016”, promovida pela Universidade de Lisboa, cuja moderação estará a cargo do vice-reitor da instituição, Rogério Gaspar.

Em entrevista à Just News, Rogério Gaspar conta que o tema da conferência surge depois do estabelecimento de um conjunto de projetos entre o Centro Hospitalar Lisboa Norte (CHLN) e a Universidade de Lisboa, que estão neste momento “a caminhar”. “Fizemos um mapa estratégico e, na primeira linha, surge a necessidade de alimentar a investigação clínica com o conhecimento de base gerado no meio académico e a partir das redes internacionais de investigação clínica e de translação para a investigação clínica”, afirma.

"Em Portugal, não existe uma legislação própria para os centros hospitalo-universitários, como acontece, por exemplo, com a França. Há, no entanto, um trabalho desenvolvido pelos hospitais universitários dentro do Serviço Nacional de Saúde e do quadro do Ministério da Saúde, nomeadamente, nos cinco grandes centros hospitalares do país (dois em Lisboa, dois no Porto e um em Coimbra), no sentido de estabelecer a interface com o meio académico e universitário", aponta.



No entender de Rogério Gaspar, “a investigação clínica é claramente uma área-chave para o desenvolvimento da investigação da Biomedicina em Portugal, mas também para a atração de investimento direto externo, nomeadamente do lado da Farma”.

“O sistema de saúde português é um dos melhores do mundo, mas, até aqui, tem existido um conjunto de dificuldades do ponto de vista regulamentar na implementação da grande investigação clínica nacional. Estes constrangimentos serão superados a partir do dia 28 de maio de 2016, com a entrada em vigor do novo regulamento europeu de investigação clínica”, indica.

“Entendemos que era agora o momento de falar de forma mais pública sobre quais são as prioridades do CHLN, do Centro Académico de Medicina de Lisboa e da Universidade de Lisboa e, simultaneamente, partilhar também a nossa visão com o setor privado e, nomeadamente, com a Indústria Farmacêutica”, acrescenta.

Neste sentido, a sessão vai contar com as intervenções de Carlos Martins, presidente do Conselho de Administração do CHLN, e de Ana Torres, Pfizer’s Portugal Country Manager & Global Innovative Pharma Head.



A inscrição (gratuita) pode ser efetuada aqui.

O ÁGORA é um ciclo de conferências que a Universidade de Lisboa decidiu começar a organizar no início de 2015, centradas no título “Ciência e Sociedade” e cujo objetivo é, segundo Rogério Gaspar, “fazer o cruzamento entre as necessidades da sociedade e a capacidade, a partir de novo conhecimento gerado na Universidade, de geração de soluções que se traduzem em produtos, tecnologias, mas também em formas de ver e de analisar o que se passa à nossa volta, na sociedade, nas diferentes áreas”.


Próximas conferências do ÁGORA

 

A próxima conferência do Ciclo de Conferências “ÁGORA - Ciência e Sociedade | 2015-2016” terá lugar a 4 de dezembro e será centrada no tema “A investigação básica e os desafios societais – desafios e oportunidades”. A terceira sessão vai decorrer a 11 de dezembro e será subordinada ao tema “A internacionalização do agroalimentar e a necessidade de enquadramento da administração pública na certificação de produtos e na regulação do setor”.







Imprimir