«Qualquer médico deve ser um pedagogo e um investigador»

O diretor do Serviço de Cardiologia do Hospital Geral/Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, Lino Gonçalves, concedeu uma entrevista à Just News, na qual falou sobre o seu percurso profissional.

O professor catedrático da Unidade Curricular de Cardiologia da FMUC, que é o editor principal da Revista Portuguesa de Cardiologia, abordou, entre outros assuntos, da sua paixão pela investigação, da sua dedicação aos mais jovens na área pré e pós-graduada da Medicina, do futebol e do basquetebol e, particularmente, de um projeto de basquetebol inclusivo que impulsionou destinado a crianças e jovens com trissomia 21. Para o cardiologista, “qualquer médico, além de ser necessariamente um clínico, deveria ser um pedagogo e um investigador”.

A entrevista pode ser lida na íntegra em formato de e-paper:


Imprimir