Apresentação dos resultados do Estudo Epidemiológico de Doenças Reumáticas em Portugal

Dia 22 de setembro realiza-se, no Anfiteatro 3 da Fundação Calouste Gulbenkian, a sessão de apresentação dos resultados do Estudo Epidemiológico de Doenças Reumáticas em Portugal (EpiReumaPt/ReumaCensus). A iniciativa, com início marcado para as 17h30, é promovida pela coordenação do estudo EpiReumaPt e Sociedade Portuguesa de Reumatologia.

Liderado por Jaime Branco, investigador principal, o EpiReumaPt teve como objetivo principal determinar a prevalência das doenças reumáticas em Portugal. Outros objetivos do estudo incidiram na identificação dos fatores sociodemográficos, socioeconómicos e clínicos associados ao diagnóstico de cada doença, bem como na determinação do impacto destas na qualidade de vida, função e capacidade laboral dos doentes. Desta forma o EpiReumaPt constitui-se como o primeiro estudo nacional, de larga escala, alguma vez feito em Portugal, sobre as doenças reumáticas.

O estudo teve início a 19 de setembro 2011 e avaliou 10661 indivíduos no território nacional até 20 de dezembro de 2013. Terminado o recrutamento dos participantes e analisados os dados recolhidos, serão apresentados no próximo dia 22 de setembro os resultados mais relevantes deste Estudo.

A abertura da sessão ficará a cargo de Viviana Tavares, presidente da Sociedade Portuguesa de Reumatologia. De seguida, Helena Canhão e Jaime Branco, respetivamente, co-investigadora principal e investigador principal, abordarão a metodologia do EpiReumaPt e a prevalência das doenças reumáticas.

"Impacto socioeconómico das Doenças Reumáticas em Portugal" é o tema que será desenvolvido por Pedro Pita Barros, da Nova School of Business and Economics, e por Céu Mateus, da Escola Nacional de Saúde Pública.

Francisco George, diretor-geral da Saúde, irá intervir na sessão de encerramento.

Imprimir